Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

Programa de Alimentação proíbe compra de guloseimas para merendas

30 de dezembro de 2011

O Governo do Estado publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (29) uma resolução conjunta das secretarias estaduais de Educação, Administração e Fazenda para regulamentar o Decreto n. 13.336, de 22 de dezembro de 2011.

Entre as exigências para a garantia do fundo está a restrição de alguns alimentos, como a proibição de bebidas com baixo teor nutricional: refrigerantes, refrescos artificiais e outras bebidas similares; chocolates sob a forma de tabletes, de barras, de ovos e de bombons; balas, pirulitos e chicletes.

O fundo restringe no máximo a 30% dos recursos financeiros recebidos, a compra de alimentos enlatados (milho, ervilha, frutas em calda), embutidos (salsicha, linguiça, presunto, mortadela) e doces (goiabada, bananada, rapadura, doce de leite, paçoca), preparações semiprontas ou prontas para o consumo (bolos, tortas, salgados em geral – esfiha, chipa, hambúrguer, etc.).

O decreto tem por objetivo desburocratizar e dar maior agilidade aos procedimentos de transferência de recursos financeiros às Unidades Escolares. No início do ano as exigências do Ministério da Educação para o processo licitatório dificultaram a compra de alimentos e algumas escolas chegaram a ficar sem merenda.

O PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) tem por objetivo contribuir para o crescimento e o desenvolvimento biopsicossocial, aprendizagem, rendimento escolar e a formação de práticas alimentares saudáveis dos alunos. A resolução dispõe sobre a aplicação de recursos consignados no orçamento do Estado, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e complementares do Tesouro do Estado, de forma direta às Unidades Escolares da Rede Estadual de Ensino para atendimento do PNAE, dispensada a formalização de convênio, ajuste, acordo, contrato ou outro instrumento.

Fonte: CampoGrandeNews


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
17/07/2019 - INTERNACIONAL - Governo do Uruguai assumirá setor de gás após saída da Petrobras17/07/2019 - PARANAÍBA - Miziara assina convênio de R$36 mil com a Apae17/07/2019 - PARANAÍBA - Em uma semana, 62 pessoas vão receber implantes dentários gratuitos17/07/2019 - ESTADO - Programa Ponto de Vista aborda Reforma da Previdência17/07/2019 - PARANAÍBA - Prefeitura repassa R$112 mil para pagamento dos estagiários do CIEE17/07/2019 - ESTADO - Decreto permite financiamento de casas para famílias com renda de até R$ 4,6 mil17/07/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro anuncia venda de aeronaves da Embraer para Portugal17/07/2019 - ECONOMIA - Queda de comércio com EUA afeta exportações brasileiras16/07/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 257916/07/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro participa de reunião do Conselho de Governo16/07/2019 - ESTADO - Terça deve ter queda de temperatura e chuvas isoladas na maior parte de MS16/07/2019 - ESTADO - Trabalhador foge de carvoaria em MS onde foi mantido como escravo16/07/2019 - POLÍTICA - Governo vai instalar 1 mil radares em rodovias federais, diz ministro16/07/2019 - PARANAÍBA - Prefeitura e UFMS oferecem assessoria para pequenos produtores16/07/2019 - ECONOMIA - União pagou R$ 4,25 bilhões de dívidas de estados no primeiro semestre16/07/2019 - GERAL - Governo libera verba para casas atingidas por rachaduras em Maceió16/07/2019 - JUSTIÇA - Acordo entre Vale e MPT indenizará famílias de vítimas de Brumadinho16/07/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 257815/07/2019 - ESTADO - Instituída Frente em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio15/07/2019 - ESTADO - Flagrado pedindo propina a paciente de MS, ginecologista foi denunciado por abuso sexual em 2016