Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

POLÌTICA: Puccinelli só vai demitir comissionados do 1º escalão

31 de dezembro de 2014

3103

A posse de Reinaldo Azambuja (PSDB) como governador de Mato Grosso do Sul vai marcar também a demissão de todo o secretariado da gestão de André Puccinelli (PMDB). Os demais comissionados vão depender da boa vontade do tucano.

“O governador (Puccinelli) vai demitir os cargos de 1º escalão, e os outros vamos analisar. Vou propor diminuição de cargos em comissão, e cada secretário vai, dentro de sua secretaria ou autarquia, ver as pessoas que são imprescindíveis para o bom desempenho do trabalho” disse o governador eleito ao Jornal Midiamax.

Números fornecidos pela atual administração estadual revelam que dos pouco mais de 2,8 mil cargos em comissão do governo, 2,2 mil estão preenchidos. Reinaldo já revelou que quer diminuir ainda mais este número. “Será determinado a cada secretário uma redução dos números de cargos em comissão de cada secretaria”, disse.

A saída de funcionários que ocupam cargos no Estado por indicação política não vai implicar, necessariamente, na chegada de servidores efetivos oriundos de concurso público.

“Vamos ver dentro das demandas, quais lugares onde temos maior defasagem de pessoal. Se usar tecnologia e informação, de repente não precisa tantas pessoas, pode ser feito mesmo serviço com menos pessoas”, explicou Azambuja.

Outro ponto abordado pelo governador eleito na entrevista exclusiva que concedeu ao Jornal Midiamax na manhã desta terça-feira (30) foi o remanejamento dos servidores efetivos. O tucano quer devolver os funcionários a suas funções de origem, para ter uma exata noção do quadro de pessoal do governo estadual. “O recadastramento será feito de 10 de janeiro a 15 de fevereiro”, finalizou Reinaldo.

Fonte: Midia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
16/12/2019 - PARANAÍBA - Festiva de Natal e encerramento do ano letivo no C.E.P/APAE16/12/2019 - POLÍTICA - Seria uma honra ser candidata a prefeita em Campo Grande, diz Simone16/12/2019 - POLÍTICA - De olho no Governo, André passa comando do MDB e diz que não será candidato em 202016/12/2019 - ESTADO - “Mais maduro e preparado”, diz Delcídio sobre candidatura em 202216/12/2019 - ESTADO - Taxas cartorárias reduzem em até 30% valor do registro de imóveis após queda na arrecadação16/12/2019 - ESTADO - Após 7 anos, STF derruba lei de 1999 que permitiu uso de depósitos judiciais em MS16/12/2019 - ESTADO - Sanesul divulga resultado preliminar de seleção com salários de até R$ 8,4 mil16/12/2019 - NACIONAL - Neymar erra pênalti, mas PSG goleia fora e segue folgado na ponta do Francês16/12/2019 - ESPORTE - Com 2 de Cristiane, Brasil goleia o México de novo e fecha 2019 invicto com Pia16/12/2019 - ESPORTE - Luxemburgo é o novo técnico do Palmeiras e retorna pela quinta vez ao clube16/12/2019 - NACIONAL - Caminhoneiros ameaçam paralisação pelo País; movimento está divido16/12/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro nega mudanças na equipe ministerial e elogia Weintraub16/12/2019 - POLÍTICA - Congresso pode votar proposta de Orçamento na próxima terça-feira 13/12/2019 - ESTADO - Indígena é preso após polícia flagrar plantação de maconha em aldeia13/12/2019 - ESTADO - Justiça Federal vai decidir destino de empresário ligado a esquema de milícia13/12/2019 - ESTADO - Aprovada: confira o que muda na aposentadoria dos servidores com a PEC de Reinaldo13/12/2019 - ESTADO - IFMS oferece 670 vagas em cursos gratuitos de Inglês, Espanhol e Libras13/12/2019 - NACIONAL - Filha de Lula é nomeada em gabinete no Senado13/12/2019 - NACIONAL - Bolsonaro: coloco no ‘pau de arara’ ministros que se envolverem em corrupção12/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 2633