Notícias

0 2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 

ESTADO - Em pronunciamento, Temer diz que não irá renunciar à presidência do Brasil

18 de maio de 2017

1816

Em breve pronunciamento feito na tarde desta quinta-feira (18), no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer (PMDB) afirmou categoricamente que não renunciará ao cargo.

A fala de Temer durou apenas 10 minutos e diferente do que revelavam informações de bastidores, o presidente não abriu mão do cargo. "Não renunciarei, repito, não renunciarei". Ao afirmar que não deixaria a presidência, Michel foi aplaudido por alguns aliados que acompanharam o pronunciamento.

O presidente negou que "comprou silêncio" do ex-deputado federal Eduardo Cunha e que as infomações que constam na delação de Joesley Batista, dono da JBS, tomam proporção ainda "não dimensionada". Temer ressaltou que o esforço dos últimos meses para deixar a recessão de lado e retomar o crescimento da economia do Brasil pode se tornar "esforço inútil".

"Não comprei o silêncio de ninguém porque não temo nenhuma delação. Não preciso de cargo público, nem de foro, nada tenho a esconder, sempre honrei meu nome", disse.

Em dois dias, Temer enfrentou a maior crise de seu governo desde que assumiu o comando do país, em agosto do ano passado, após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Desde ontem, o presidente estava decidido em não renunciar e repetia a políticos integrantes de seu governo que não iria cair. Nesta tarde, no entanto, o ministro Edson Fachin do STF (Supremo Tribunal Federal) aprovou abertura de inquérito contra Temer, a pedido da Procuradoria-Geral da República.

A delação

O jornal "O Globo" informou que as conversas para a delação dos irmãos donos da JBS começaram no final de março. Os depoimentos foram coletados do início de abril até a primeira semana de maio. O negociador da delação foi o diretor jurídico da JBS, Francisco Assis da Silva, que depois também virou delator,

 

De acordo com reportagem , os donos da JBS disseram na delação à PGR que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na Operação Lava Jato.

 

Em gravação, feita em março, o empresário diz a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: "tem que manter isso, viu?"

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência disse que o presidente Michel Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. Não participou nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar".

0006 Terra Viva710

Fonte: Midiamax


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
21/10/2017 - ESTADO - Iagro registra 140 casos de raiva bovina em Mato Grosso do Sul21/10/2017 - ESTADO - Mulher denuncia filho à polícia por tráfico de drogas em Três Lagoas21/10/2017 - ESTADO - CPI da JBS entra na semana decisiva e relatório deve ficar pronto sexta21/10/2017 - ESTADO - Homens ficam feridos em queda de avião na fronteira com Paraguai21/10/2017 - ESTADO - Tite convoca 25 jogadores para amistosos da seleção em novembro21/10/2017 - ESTADO - Locais de prova do Enem já podem ser consultadas pela internet21/10/2017 - ESTADO - Confusão em bar: marido flagra mulher dançando com outro e tenta matá-lo a tiros21/10/2017 - PARANAÍBA - Polícia Militar de Paranaíba cumpre mais um mandado de prisão21/10/2017 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 233620/10/2017 - PARANAÍBA - Dia das crianças e professores é comemorado no CEP/APAE 19/10/2017 - PARANAÍBA - UFMS promove campanha de conscientização ambiental com o lixo19/10/2017 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 232919/10/2017 - PARANAÍBA – OPERAÇÃO DIVISA SEGURA III: Homem é preso com droga e dinheiro 19/10/2017 - PARANAÍBA – OPERAÇÃO DIVISA SEGURA III: Homem de 34 anos é preso com maconha19/10/2017 - ESTADO - ESCALADA PREÇOSNovo aumento no combustível pode fazer gasolina chegar a R$ 4,3019/10/2017 - ESTADO - Cristiano Ronaldo iguala Pelé em número de gols por seleção19/10/2017 - ESTADO - CCJ aprova relatório e recomenda que Câmara não autorize processo contra Temer19/10/2017 - ESTADO - Dois acidentes são registrados simultâneamente na BR 16319/10/2017 - ESTADO - Motociclista executa homem com 30 tiros na fronteira com o Paraguai Crime pode ter ligação com o tráfico de drogas, já que a vítima era usuária19/10/2017 - ESTADO - Crise da JBS trava mercado do boi em Mato Grosso do Sul