Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

BRASIL - Projeto diminui penas para erros em licenciamentos ambientais

19 de dezembro de 2017

1911 11

Está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) proposta que diminui as sanções para servidores públicos que trabalham fazendo licenciamento ambiental. O Projeto de Lei do Senado 496/2017, do senador Sérgio de Castro (PDT-ES), altera quatro artigos da Lei 9.605/1998, que trata das sanções penais e administrativas por atividades lesivas ao meio ambiente.

Para profissionais que fizerem estudos ambientais com afirmações falsas ou com informações omitidas (Art. 66), o texto muda a pena de reclusão para detenção de um ano a três anos e multa. Já para funcionário público que conceder licença, autorização ou permissão em desacordo com as normas ambientais (Art. 67) a pena de multa e detenção de um a três anos, passa a ser de apenas multa – de 100 a 300 dias-multa.

O projeto muda também de detenção para apenas multas as penas para o agente público que deixar de cumprir obrigação relevante para o interesse ambiental (Art. 68). Altera ainda de reclusão para detenção a pena para quem apresentar no licenciamento estudo, laudo ou relatório falso (Art. 69).

Ao justificar a proposição, Sérgio de Castro argumentou que o licenciamento ambiental é um procedimento pelo qual a Administração Pública permite atividades potencialmente poluidoras ou utilizadoras de recursos naturais, necessárias ao desenvolvimento socioeconômico, sem comprometer irremediavelmente o ambiente natural.

Entretanto, defendeu o senador, o procedimento, no Brasil, é definido por inúmeras legislações, resoluções, instruções normativas e decretos. E, em face disso, é comum haver diversas interpretações sobre um mesmo dispositivo legal.

- O que o projeto pretende é realmente não permitir que um servidor de boa-fé, que tenha um entendimento diferente de um promotor ou um procurador, seja penalizado, acusado de cumplicidade, de negligência ou de conluio – explicou Castro.

O senador afirmou que os servidores públicos responsáveis pelos licenciamentos são constantemente questionados pelo Ministério Público por divergências na interpretação da legislação ambiental. Para Sérgio de Castro, a legislação atual é restritiva e confusa e, muitas vezes, um técnico chega a comprometer o prazo de concessão da licença porque se perde em diferentes legislações.

Tramitação

O projeto aguarda designação de relator na CCJ, onde será votado em decisão terminativa. Se aprovado, poderá seguir para análise da Câmara dos Deputados, sem passar pelo Plenário do Senado, a menos que seja apresentado recurso com esse objetivo.

0001 Auto Elétro Modelo

Fonte: Agência Câmara


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
21/02/2020 - ESTADO - Heleno sugere a Bolsonaro colocar povo na rua para enfrentar “chantagem” do Congresso21/02/2020 - ESTADO - Laudo da Sesau confirma água contaminada e Detran-MS responde a processo sanitário21/02/2020 - ESTADO - O Democratas Estadual de MS e o Diretório Municipal de Dourados realizam encontro de lideranças21/02/2020 - ESTADO - PRF apreende R$ 300 mil em mercadorias contrabandeadas na BR-16321/02/2020 - ESTADO - AGENDONA: Confira o que vai rolar em Campo Grande no Carnaval 202021/02/2020 - ESTADO - Sexta-feira de calor e chuva de verão em Mato Grosso do Sul21/02/2020 - ESTADO - Que tal uma prainha neste Carnaval? Descubra a beleza das praias de água doce de MS21/02/2020 - ESTADO - Carnaval: saiba como ficam os serviços públicos no feriado21/02/2020 - ESTADO - Dicas para aproveitar o carnaval de maneira saudável21/02/2020 - ESTADO - Milagres do Carnaval é tema de campanha deste ano do Detran-MS21/02/2020 - ESTADO - Operação Carnaval: evite voltar para casa a pé; DOF dá dicas de segurança20/02/2020 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 265420/02/2020 - NACIONAL - Maia rebate ministro Augusto Heleno sobre críticas ao Congresso20/02/2020 - ESTADO - Contra ICMS de Reinaldo, MBL prepara carreata para sexta em Campo Grande20/02/2020 - ESTADO - MPMS proíbe associação de municípios de gastar com parentes de prefeitos 20/02/2020 - ESTADO - Após impasse, Detran-MS contrata empresa de segurança por R$ 3,2 milhões20/02/2020 - ESTADO - Reinaldo Azambuja tira R$ 7,8 milhões de hospitais em Três Lagoas e Dourados para o HRMS20/02/2020 - ESTADO - G11 indica deputados e CCJR é formada 15 dias após volta da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Fora da CCJR, Catan cita ‘quebra de compromisso’ e deixa G11 da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Marun discute segurança na fronteira de MS com autoridades e administração de Itaipu