Notícias

0 2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 

SAÚDE - Mato Grosso do Sul está em campanha para vacinação de adolescentes contra HPV

08 de outubro de 2018

0810

Teve início em setembro a Campanha de Mobilização e Comunicação para a Vacinação do Adolescente contra HPV.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) distribuiu doses da vacina contra HPV para as secretarias municipais de saúde dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

A expectativa é de vacinar em todo o Brasil 9,7 milhões de meninas de 9 a 14 anos e 10,8 milhões de meninos de 11 a 14 anos. Para garantir a vacinação deste público, o Ministério da Saúde investiu R$ 567 milhões na aquisição de 14 milhões de vacinas. A vacina HPV é eficaz e protege contra vários tipos de cânceres em mulheres e homens.

Em Mato Grosso do Sul tomaram a primeira dose da vacina em 2018, 7,86% das meninas de 9 a 14 anos e 9,85% dos meninos de 11 a 14 anos.

Com o slogan “Não perca a nova temporada de Vacinação contra o HPV”, a campanha publicitária envolve várias peças e será veiculada no período de 4 a 28 de setembro. O filme mistura imagens reais e animação e traz dois jovens, um menino e uma menina, fugindo de um vírus em um cenário com inspiração nos seriados famosos que são de identificação do público jovem e dos pais. A fuga termina no momento em que os jovens entram em uma unidade de saúde e se vacinam.

Trata-se de uma campanha publicitária para mobilizar a população. A vacina contra o HPV faz parte do calendário de rotina disponível nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A campanha é importante para lembrar as pessoas sobre a necessidade da vacinação, esclarecendo o que é mito ou boato e o quais são as informações verdadeiras, baseadas em estudos científicos.

Segundo estudo realizado pelo projeto POP-Brasil em 2017, a prevalência estimada do HPV no Brasil é de 54,3 %. O estudo entrevistou 7.586 pessoas nas capitais brasileiras. Os dados da pesquisa mostram que 37,6 % dos participantes apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer.

O estudo indica ainda que 16,1% dos jovens tem uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) prévia ou apresentaram resultado positivo no teste rápido para HIV ou sífilis. Os dados finais deste projeto serão disponibilizados no relatório a ser apresentado ao Ministério da Saúde até o fim do ano.

Fonte: Portal MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
14/12/2018 - EDITAL DE PROCLAMAS Nº 251514/12/2018 - JUSTIÇA - Assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes completa 9 meses14/12/2018 - SEGURANÇA - Com aplicativo e câmeras, PRE vai monitorar rodovias "inteligentes" de MS14/12/2018 - CULTURA - Ameaçado de prisão, médium propõe trabalhar sob supervisão policial14/12/2018 - EDITAL DE PROCLAMAS Nº 2.51314/12/2018 - ECONOMIA - Governo e municípios podem receber R$ 109 milhões14/12/2018 - SAUDE - Mais Médicos não preenche nem metade das vagas em MS13/12/2018 - PARANAÍBA - Festiva de Natal e encerramento do ano letivo no CEP/APAE13/12/2018 - EDITAL DE PROCLAMAS Nº 251213/12/2018 - CIENCIA - Governador assina hoje o Decreto Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação13/12/2018 - SEGURANÇA - Azambuja quer câmeras com reconhecimento óptico em cidades da fronteira13/12/2018 - ECONOMIA - Aprovada redução de imposto de renda para indústrias em MS13/12/2018 - CRIME ORGANIZADO - PF faz operação para ampliar investigações no Ministério do Trabalho13/12/2018 - JUSTIÇA - Justiça de Abadiânia decidirá sobre pedido de prisão de João de Deus12/12/2018 - ESTADO - Com Sérgio Moro, Reinaldo Azambuja reforça pautas de “combate ao crime organizado” no Brasil12/12/2018 - JUSTIÇA - Juíza da Capital é a primeira desembargadora eleita por merecimento12/12/2018 - MEIO AMBIENTE - Brasil atinge meta de redução de emissões de carbono na área florestal12/12/2018 - POLITICA - Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar11/12/2018 - EDITAL DE PROCLAMAS Nº 251111/12/2018 - ATENTADO - Atirador mata 4 na Catedral de Campinas e se mata