Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

JUSTIÇA - Estado e Município devem disponibilizar cirurgia de joelho a paciente

29 de novembro de 2018

2911201807

Os desembargadores da 2ª Câmara Cível, por unanimidade, negaram provimento ao recurso do Estado de MS que apelou da sentença de primeiro grau que o condenou a disponibilizar tratamento cirúrgico do joelho direito de J.E.D.N., sob pena de multa diária de R$ 400,00. O apelado aguardava a cirurgia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2014. Com a decisão dos magistrados, tanto o Estado quanto o município de Corumbá ficam obrigados a conceder o procedimento cirúrgico.

Consta nos autos que J.E.D.N. possui gonartrose primária bilateral grave no joelho direito, uma patologia que resulta de processo degenerativo por desgaste na cartilagem do joelho, que ocorre naturalmente com o aumentar da idade ou devido ao excesso de peso. Por se tratar de cirurgia e tratamento de alto custo, o apelado ingressou na fila do SUS em 2014 e, não sendo atendido, buscou a justiça.

O Estado alega que, por ser o tratamento cirúrgico do joelho direito um procedimento eletivo, não tem caráter de urgência e por ser oferecido pelo Sistema Único de Saúde, devendo o apelado aguardar a fila de espera, não havendo necessidade de intervenção judicial no caso.

Os desembargadores da 2ª Câmara Cível entenderam que, mesmo sendo a cirurgia eletiva, deve ser verificada a peculiaridade da situação, pois desde a data do primeiro requerimento à administração pública para o tratamento (02/07/2014) já se passaram mais de quatro anos, extrapolando os limites de espera pela efetiva prestação da tutela pretendida.

De acordo com o relator do processo, Des. Alexandre Bastos, mesmo que o apelado recorra à fila de espera do SUS fará com que sofra mais angústias e dores, pois, como bem asseverado pelo parecer médico, o paciente necessita de tratamento cirúrgico urgente, já que corre risco de ficar em cadeira de rodas e/ou de morrer, no período de quatro a seis meses.

“A conduta dos apelantes demonstra total negligência para com o direito do paciente, tendo em vista que em julho de 2014 requereu o pedido de intervenção cirúrgica, reiterando em fevereiro de 2016 e não tendo sido atendido. Assim, não se pode se alegar a discricionariedade administrativa, impondo-se, em casos como este, a intervenção do Poder Judiciário para determinar que o procedimento requerido seja realizado em tempo razoável”.

Fonte: TJ - MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
23/01/2020 - INTERNACIONAL - Após fuga em massa de membros do PCC, novo diretor é nomeado para presídio23/01/2020 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 264523/01/2020 - ESTADO - Casal organiza festa pelo Whats e acaba preso por fornecer bebidas a menina de 13 anos23/01/2020 - ESTADO - Sisu: Medicina na UFMS de Três Lagoas tem a maior nota de corte nas universidades do Estado23/01/2020 - PARANAÍBA - ‘Guerra’ contra o Aedes segue por avenidas do município23/01/2020 - PARANAÍBA - Empresa investirá mais de R$8 milhões em Paranaíba23/01/2020 - ESTADO - UFMS oferece 210 vagas em cursinho que prepara para vestibular e prova do Enem23/01/2020 - ESTADO - Corpo de menina de 13 anos é encontrado enterrado em lavanderia com mãos e pés amarrados em MS23/01/2020 - ESTADO - Showtec: investimento em pesquisa potencializa agronegócio e safra de soja deve superar 10 milhões de toneladas em MS23/01/2020 - ESTADO - Quinta-feira com possibilidade de chuva forte em algumas regiões do Estado23/01/2020 - ESTADO - IPVA 2020: desconto de 15% vale só até o final do mês de janeiro23/01/2020 - ESTADO - Procon Estadual realizou 31.894 atendimentos no ano passado, aumento de 2,40% comparado com 201823/01/2020 - ESTADO - Detran inicia leilão de veículos apreendidos em Dourados na próxima semana23/01/2020 - ESTADO - Com dez opções de cursos profissionalizantes, ensino médio integrado está com matrículas abertas em 17 cidades MS22/01/2020 - CHAMADA PÚBLICA E.E.MANOEL GARCIA LEAL22/01/2020 - NACIONAL - Senado estuda liberar R$ 600 milhões em linha de crédito para cidades de MS22/01/2020 - ESTADO - Cursos e Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS transformam pescadores em ‘empresários da piscicultura’22/01/2020 - NACIONAL - Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 35 milhões na quinta-feira22/01/2020 - INTERNACIONAL - Estudo da OCDE mostra futuro das profissões no mundo22/01/2020 - ESTADO - Polícia Militar Ambiental e Polícia Civil prendem e autuam mulher em R$ 6 mil por maus-tratos ao deixar três cães em situação de penúria