Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

JUSTIÇA - Filho é condenado a mais de 10 anos de prisão por tentar matar a própria mãe Júri Popular

05 de dezembro de 2018

0512201804

Foi condenado pelo crime de tentativa de homicídio qualificado, nesta terça-feira (4/12), o réu Renato Rosa Gomes, de 27 anos, acusado de atear fogo na própria mãe Eliete Albuquerque Rosa, de 47 anos, no ano de 2015, na casa onde moravam, em Maracaju, a 160 quilômetros de Campo Grande.

Durante o Tribunal do Júri, o Ministério Público de Mato Grosso do Sul, representado pelo Promotor de Justiça Estéfano Rocha Rodrigues da Silva, titular da Comarca de Maracaju, postulou a condenação dos réus.

Na época, Renato foi preso por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, mediante paga, devido o emprego de fogo, mediante recurso dificultou a defesa da vítima e por feminicídio.

A ré Aparecida Farias de Souza, é acusada tentativa de homicídio qualificado pela promessa de recompensa, uso de fogo e pelas circunstâncias que dificultaram a defesa da vítima. A ré foi condenada em 7 anos e 6 meses de prisão, em regime inicial fechado.

Conforme consta nos autos, Eliete Albuquerque Rosa era constantemente ameaçada de morte. O autor teria ficado com raiva, pelo fato de Eliete chamar a Polícia, por conta do som alto que o filho escutava. No entanto, Renato deu duas “paradinhas” de droga para Aparecida Farias de Souza, de 31 anos, atear fogo em sua mãe. Depois de Aparecida atear fogo em Eliete, Renato ainda teria ficado vendo a mãe se agonizando, por trinta minutos, sem chamar por socorro.

Por unanimidade, o Conselho de Sentença reconheceu a materialidade do crime e não absolveu nenhum dos acusados. O juiz condenou Renato Rosa Gomes em 10 anos e 6 meses de reclusão.

Fonte: MP - MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 próximo »
20/02/2019 - ESTADO - Secretários de Agricultura do Codesul discutem vigilância sanitária, aftosa e leite com ministra18/02/2019 - CRIME - Agrônomo de Paranaíba é assassinado no Mato Grosso13/02/2019 - POLITICA - Deputado João Henrique fala na AL sobre alagamento da chuva em Paranaíba12/02/2019 - POLÍTICA - MS tem 2 ministros, de 22; e 3 presidentes de comissões no Senado, de 1312/02/2019 - POLÍTICA - Simone Tebet confirmada para a presidência da CCJ12/02/2019 - PREGÃO PRESENCIAL - ESCOLA ESTADUAL MANOEL GARCIA LEAL12/02/2019 - ESTADO - Assembleia recebe diretoria da Energisa para esclarecer aumento na conta12/02/2019 - ESTADO - Assembleia aprova Moção de Congratulação ao ministro Sergio Moro12/02/2019 - PARANAÍBA - Primeira chuva forte do ano mostra precariedade da infraestrutura da cidade11/02/2019 - RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO - INDÚSTRIA E COMERCIO DE CAFÉ MERIDIONAL LTDA11/02/2019 - ESTADO - TRE fará cadastramento biométrico obrigatório em 18 cidades de MS em 201911/02/2019 - PARANAÍBA - Através de parcerias, Santa Casa reinaugura e moderniza sala de retaguarda11/02/2019 - PARANAÍBA - Segundo ‘Verão Ativo’ tem início com disputa em várias modalidades e desafio saudável11/02/2019 - GERAL-Planalto finaliza decreto que abre caminho para documento único11/02/2019 - ESTADO-Paulo Corrêa comemora utilização de Fundo Estadual para Pagamento de Serviços Ambientais08/02/2019 - ESTADO - CCJR da Assembleia Legislativa terá reunião com a Energisa08/02/2019 - RENOVAÇÃO DE LICENÇA AMBIENTAL - J. A. COSTA JUNIOR & CIA LTDA - FILIAL07/02/2019 - ESTADO - João Henrique Catan faz seu primeiro pronunciamento na ALMS06/02/2019 - ESTADO - Em uma semana PM apreende mais de três toneladas de drogas e recupera 46 veículos05/02/2019 - GERAL - Beto discute saúde indígena com secretários do Estado e de Campo Grande