Notícias

0 2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 

JUSTIÇA - Energisa tem 72 horas para realizar ligação de energia elétrica na região de Ivinhema

06 de dezembro de 2018

O Juiz de Direito em Substituição Legal, Dr. Rodrigo Barbosa Sanches, deferiu Tutela de Urgência apresentada pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Promotor de Justiça Daniel do Nascimento Britto, e determinou que a Energisa autorize o fornecimento de energia elétrica aos consumidores do Distrito de Amandina, em Ivinhema (MS), mediante apresentação de declaração simples de residência, sem prejuízo do cumprimento das demais exigências administrativas. O prazo para cumprimento da ordem judicial é de 72 horas.

Consta na Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual que os moradores do distrito de Amandina estão sendo privados de obter acesso à rede de energia elétrica em razão da concessionária Energisa exigir dos interessados a apresentação de escritura pública ou matrícula dos imóveis para comprovação da posse, porém, a maioria dos imóveis existentes no referido distrito não possui tais documentos.

De acordo com o apurado, vários usuários solicitaram o fornecimento do serviço de energia às suas residências, contudo, os pedidos foram negados pela Energisa, ao fundamento de que não houve comprovação efetiva da propriedade ou posse do imóvel.

Para o MPMS, a exigência de apresentação de matrícula ou escritura pública do imóvel é abusiva, e, portanto, não pode servir de obstáculo para a disponibilização do serviço considerado essencial.

Em razão disso, a Promotoria de Justiça do Consumidor de Ivinhema requereu, em sede liminar, que a Energisa forneça o serviço de energia elétrica no Distrito de Amandina, nas unidades consumidoras, independente da apresentação de documento formal (escritura ou matrícula), bastando o preenchimento de simples declaração de propriedade ou posse.

O Juiz de Direito Rodrigo Barbosa Sanches deferiu o pedido em caráter liminar e conferiu à empresa o prazo de 72 horas para realizar as ligações aos interessados.

O Ministério Público Estadual informa que eventual descumprimento da decisão proferida deverá ser comunicado pelos interessados na Promotoria de Justiça de Ivinhema em horário comercial, para tomada de providências.

Fonte: Texto: Ana Paula Leite/jornalista Assecom MPMS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
10/12/2018 - EDITAL DE PROCLAMAS Nº 233808/12/2018 - PARANAÍBA - Secretário de Obras faz balanço das ações em 2018 07/12/2018 - PARANAÍBA - Prefeitura anuncia programação natalina na Praça da República07/12/2018 - POLÍTICA - Lider rural de Aparecida do Taboado vai integrar Ministério da Agricultura07/12/2018 - EDITAL - AUTO POSTO TREVÃO07/12/2018 - PARANAÍBA - Miziara reconduzido à presidência do Cidecol06/12/2018 - PARANAÍBA - Pedrinho destaca realizações no Esporte e Lazer em 201806/12/2018 - PARANAÍBA - Lixeiras adquiridas com recursos do ICMS Ecológico06/12/2018 - CRIME ORGANIZADO - Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato06/12/2018 - JUSTIÇA - Energisa tem 72 horas para realizar ligação de energia elétrica na região de Ivinhema06/12/2018 - CRIME ORGANIZADO - Justiça aceita denúncia contra 26 integrantes de organização criminosa especializada em contrabando de cigarro06/12/2018 - ESTADO - MS tem a 4ª menor desigualdade social do Brasil06/12/2018 - ESTADO - Aumento de frequência e novos voos conectam MS a principais destinos do país06/12/2018 - PLENARIO - Senado aprova livre acesso de advogados a atos de processos não sigilosos06/12/2018 - COTIDIANO - Juíza recebe moção em reconhecimento a prêmio de Direitos Humanos05/12/2018 - COMBATE À CORRUPÇÃO - Três vereadores são presos em ação da polícia e Ministério Público05/12/2018 - POLÍTICA - Paulo Corrêa é o representante tucano que disputa a vaga de presidente da Assembleia Legislativa05/12/2018 - POLÍTICA - Repasse de 1% do Fundo de Participação dos Municípios renderá mais de R$ 4,2 bilhões05/12/2018 - JUSTIÇA - Justiça aceita denúncia contra 26 integrantes de organização criminosa especializada em contrabando de cigarro05/12/2018 - JUSTIÇA - Filho é condenado a mais de 10 anos de prisão por tentar matar a própria mãe Júri Popular