Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Comarca de Três Lagoas supera países europeus na resolução de homicídios

14 de janeiro de 2019

1401201902

De acordo com o último Atlas da Violência, produzido pelo IPEA e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil atingiu a marca histórica de 62.517 homicídios somente no ano de 2016. Não bastasse o número de mortes similar ao de países em guerra, a taxa de resolução de homicídios pela força policial brasileira, segundo dados oficiais da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública, estima-se, encontra-se na irrisoriedade dos 5% a 8%, favorecendo, assim, o sentimento de impunidade e, por consequência, o aumento da criminalidade.

Na contramão, porém, do crescimento nacional da violência, a comarca de Três Lagoas, no interior de MS, apresentou em 2018 uma queda de 16% nos crimes de homicídio doloso consumado, quando comparado com o ano de 2017, ocupando, assim, o primeiro lugar no ranking dos municípios de MS que mais reduziram os índices de criminalidade, ao lado de Dourados e de Nova Andradina.

De acordo com dados da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, Mato Grosso do Sul teve no ano passado o índice de 62% de resolução dos homicídios, sendo o Estado com o maior percentual de êxito nas investigações de crimes dolosos contra a vida do país.

Três Lagoas, contudo, segundo os dados levantados pelo Núcleo Regional de Inteligência da Polícia Militar, além de diminuir os casos de homicídios consumados no ano de 2018, conseguiu outro feito, qual seja, o de atingir a surpreendente taxa de 96% de esclarecimento desses mesmos delitos, superando o já considerável percentual de 90% de elucidação obtido nos anos de 2016 e de 2017. Isso quer dizer que apenas 1 caso de homicídio no município ficou sem elucidação durante todo o ano passado.

Referida comarca, deste modo, supera a taxa de resolução de crimes de países tidos como desenvolvidos, entre eles, Estados Unidos (65%), França (80%) e Reino Unido (90%). Além deste feito histórico a se celebrar, é digno de menção que a comarca encontra-se há mais de 2 meses sem o registro de qualquer crime de homicídio, seja tentado ou consumado.

Para o juiz da 1ª Vara Criminal de Três Lagoas e corregedor dos presídios da comarca, Rodrigo Pedrini Marcos, “os números apresentados pela cidade são fruto da integração das forças de segurança, e do investimento feito no setor de inteligência da polícia militar, o que já está em consonância com as novas políticas nacionais de segurança pública do governo federal pelo Ministério da Justiça”.

Ressalta o magistrado que no ano de 2018 houve três grandes operações policiais conjuntas, que elucidaram crimes de homicídios e correlatos cometidos por integrantes de facções criminosas (Katagogís, Hidra de Lerna e Nêmesis) e contribuíram sobremaneira para o efetivo combate à criminalidade.

Pedrini destaca, igualmente, que “a diminuição da criminalidade possui relação direta com o crescimento da taxa de resolução de crimes. À medida que há a devida resposta das polícias, do Ministério Público e do Poder Judiciário aos crimes cometidos na comarca, enfraquece-se o sentimento de impunidade e, por consequência, diminuem-se os casos de infração à lei penal”.

Fonte: Portal do MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
25/04/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 255325/04/2019 - POLÍTICA - MP sobre empréstimos a santas casas é aprovada também no Senado25/04/2019 - INTERNACIONAL - Atentados causam fechamento de igrejas no Sri Lanka25/04/2019 - ESTADO - Deputados devem votar cinco projetos na sessão ordinária desta quinta-feira25/04/2019 - ESTADO - Paulo Corrêa participa de posse do presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais25/04/2019 - ECONOMIA - Bancos compartilharão dados de clientes com integração de plataformas25/04/2019 - ESTADO - Procon realiza pesquisa de produtos de higiene e limpeza e registra diferença de até 259% nos preços25/04/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N°255124/04/2019 - GERAL - Bolsonaro tem pior avaliação entre presidentes eleitos em começo de 1º mandato24/04/2019 - ESTADO - Deputado vai à Brasília discutir com Tereza prazo de financiamento agrícola24/04/2019 - ESTADO - ALMS participa de audiência pública sobre Maio Laranja em Três Lagoas24/04/2019 - GERAL - Morador sem água em Mariana pode ter indenização de R$ 10 mil, diz MP24/04/2019 - ECONOMIA - Etanol deve alcançar recorde de produção com 33,14 bilhões de litros24/04/2019 - INTERNACIONAL - Putin quer retomar negociações de programa nuclear com Coreia do Norte24/04/2019 - POLÍTICA - CCJ aprova parecer a favor da reforma da Previdência24/04/2019 - SAÚDE - Saúde é tema de ações realizadas hoje em quatro câmpus da UFMS, incluindo Paranaíba24/04/2019 - ESTADO - Penitenciária Feminina de Rio Brilhante ganha novos espaços para reforçar segurança e ressocialização23/04/2019 - ESTADO - Morre Rubens Catenacci, pecuarista de MS referência na produção de bezerros de qualidade23/04/2019 - POLÍTICA - Sérgio de Paula é o nome de consenso para assumir a presidência do PSDB em Mato Grosso do Sul22/04/2019 - ESTADO - Rodovias federais em MS não registram mortes no feriadão