Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Comitê que enfrenta violência sexual trabalha na prevenção e mobilização contra o crime em MS

18 de março de 2019

1804

Campo Grande (MS) – Talvez seja dolorido imaginar e compreender tamanha brutalidade, mas a violência sexual contra crianças e adolescentes segue crescendo expressivamente no País. Na esmagadora maioria das vezes, os crimes são cometidos por pessoas próximas que não geram nenhum tipo de desconfiança, até que em segundos a descoberta vira um pesadelo.

Corroendo infâncias e destruindo vidas, o registro de casos cresceu em Mato Grosso do Sul nos últimos anos. Só em 2018, 439 vítimas de violência sexual receberam atendimento médico no Estado após os crimes virem à tona. O número é 17,37% maior do que os registros de 2017, quando 374 pessoas abusadas foram atendidas em unidades médicas. A maior parte dos casos aconteceram com crianças entre 10 e 14 anos, segundo os dados do Sistema de Informação de Agravo de Notificação (Sinam).

Os dados fazem parte do Sinam que contabiliza os casos registrados conforme atendimento em unidades de saúde. De acordo com a Superintendência Geral de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES), não fazem parte desses números os casos de violência sexual que não receberam atendimento médico, o que acontece com centenas deles.  

O Comitê Estadual de Enfrentamento da Violência e Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul (Comcex MS) tem cumprido papel importante na mobilização da temática em Mato Grosso do Sul. O Colegiado se dedica na prevenção e sensibilização da população e  instituições.

“O Comitê exerce um papel consultivo, propositivo e mobilizador, enfrentando a violência com ações de prevenção. Realizamos palestras, oficinas, panfletagens, além de trabalhar a sensibilização e articulação da sociedade e também das instituições”, explica uma das secretárias executivas do Comitê, Alzira Garcia Barbosa.

No entanto, mesmo com todos os esforços, as estatísticas continuam crescendo. Para a doutora em assistência social Estela Scandola a erotização de músicas, de diversos gêneros, e a banalização da sexualidade estão contribuindo de forma agressiva para o aumento de casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. A professora e pesquisadora da Escola de Saúde Pública do Estado afirma ainda que a impunidade também carrega a culpa pelo aumento de casos. 

“A erotização tem acontecido em todos os tipos de música praticamente, e a banalização também. Cada vez mais a sexualidade se torna mercadoria. Existe algo que eu chamo de ‘normatização da erotização mercantilizada’. Isso mostra como a erotização virou um comércio. Os números de violência sexual, seja de abuso, erotização, violação, pornografia, estão aumentando e, além da erotização musical, a impunidade também tem contribuído para isso”, diz Estela.

A doutora acredita que a “impunidade se tornou uma marca decisiva na violação da criança e do adolescente”. “Muitas explorações sexuais e abusos não são denunciados. Vemos também muita gente envolvida em casos de exploração sexual que acabam sendo inocentados, como políticos e empresários”, explica. 

Além da punição e denúncia, a sequência de debates e discussões continua sendo uma arma poderosa como forma de mobilização para a temática. “O colegiado estadual [Comcex] reúne um grupo de pessoas que se dedicam para mobilização. O Conselho é também um dos poucos locais onde podemos nos reunir para fazer esse debate”, disse Estela.

Comcex

Criado em 1998, o Comitê de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes de Mato Grosso do Sul presta à sociedade trabalhos de prevenção da violência sexual, atuando na sensibilização e mobilização de cidadãos e instituições, além de fortalecer ações educacionais que envolvam crianças e adolescentes. 

Mais de 20 membros constituem o Comitê, entre órgãos governamentais estão: Instituto Mirim de Campo Grande, Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), Fundação de Turismo de MS (Fundtur-MS), Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), entre outros e sociedade civil, como Lar do Pequeno Assis e Mãe Águia. 

 

0006 Terra Viva710

Fonte: Portal do MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
18/04/2019 - PARANAÍBA - Trabalho de professor do curso de Psicologia do CPAR é premiado em conferência internacional em Hanói no Vietnã18/04/2019 - INTERNACIONAL - Coreia do Norte testa novo tipo de arma guiada tática18/04/2019 - ESTADO - Gratuidade para idosos: empresas de transporte voltam a ser flagradas negando benefício18/04/2019 - ESTADO - Polícia Militar Rodoviária inicia Operação Semana Santa18/04/2019 - GERAL - Número de mortos em desabamento de prédios no Rio sobe para 2017/04/2019 - INTERNACIONAL - Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso17/04/2019 - ESTADO - Nível de agrotóxico nas águas do Estado preocupa deputados17/04/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N°254417/04/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N°254917/04/2019 - EDITAL DE CONVOCAÇÃO CASA DA CRIANÇA17/04/2019 - POLÍTICA - CCJ marca votação da reforma da Previdência para a manhã desta quarta17/04/2019 - EDUCAÇÃO - Resultado do pedido de isenção da taxa do Enem será divulgado hoje17/04/2019 - ESTADO - Feriado da Semana Santa: confira o abre e fecha no Governo de MS16/04/2019 - EDITAL- LICENÇA AMBIENTAL AUTO POSTO DANIEL16/04/2019 - INTERNACIONAL - França pede doações e avalia danos na Notre-Dame16/04/2019 - JUSTIÇA - Justiça bloqueia bens de Alckmin e de executivos ligados a Odebrecht16/04/2019 - ESTADO - Hospitais devem informar a pacientes de câncer sobre reconstituição de mama gratuita16/04/2019 - ESTADO - Polícia Militar Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2019 com novas regras de pesca15/04/2019 - ESTADO - UEMS abre 251 vagas para Portadores de Diploma15/04/2019 - PARANAÍBA - Reunião busca parceria com empresários para fomentar turismo em Paranaíba