Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Relator avalia retirar emenda e centralizar investigações no chefe do MPMS por PEC

10 de abril de 2019

1005

Relator da emenda ao projeto do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), o deputado Gerson Claro (PP) deixou aberta a possibilidade de retirada da proposta para que a centralização do poder de investigar pessoas com foro privilegiado no Estado se torne uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição).

“Entendemos que o Ministério Público avançou, fez a parte dele. A nossa, dos deputados da Assembleia Legislativa, é garantir que cada um exerça o que tem competência. Há uma discussão para que a emenda seja retirada e que, no futuro, seja apresentada pela Casa uma PEC garantindo isso na Constituição Estadual”, declarou.

Com a possibilidade, os deputados querem garantir na Constituição de Mato Grosso do Sul que apenas o PGJ (procurador-geral de Justiça) realiza investigações a pessoas detentoras de foro privilegiado.

O chefe do MPMS, procurador Paulo Cézar dos Passos, garante não concordar com o posicionamento dos deputados e afirma que mesmo que haja mudanças estaduais, elas seriam inconstitucionais, já que a atribuição de delegar funções aos promotores para investigações, como acontece atualmente e é questionada pelos deputados, está garantida na Constituição Federal.

Claro discorda. “As resoluções publicadas disciplinam os atos dos promotores, o que é um avanço. Mas não pode ter essa insegurança jurídica de um processo ser nulo por delegação válida, inválida, competência válida, inválida. A PEC daria essa segurança por força de lei”.

O relator, que já foi alvo de investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) e até mesmo preso, criticou o modo de investigar do MPMS.

“Hoje qualquer erro é julgado. E erro não pode ser confundido com corrupção. Mera irregularidade formal não poder ser tratada como corrupção”, declarou.

 

0006 Terra Viva710

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
25/06/2019 - ESPORTE - Brasil pega o Paraguai nas quartas de final da Copa América25/06/2019 - ESTADO - Atuação das polícias e investimentos públicos reduzem criminalidade em 16,78% no Estado25/06/2019 - PARANAÍBA - Concurso público deve ser lançado nos próximos dias25/06/2019 - GERAL - Os políticos são nossos empregados”, diz o cantor Jorge Vercillo25/06/2019 - INTERNACIONAL - Papa Francisco vai visitar o Japão em novembro25/06/2019 - ECONOMIA - Guedes diz que preço do gás pode cair 40% e PIB industrial crescer 8,46%25/06/2019 - GERAL - Cartórios devem informar óbitos em até 24 horas, diz Bolsonaro24/06/2019 - POLÍTICA - Sergio Moro adia ida à Câmara para falar sobre troca de mensagens24/06/2019 - POLÍTICA - Governo deve apresentar mudanças na reforma da Previdência24/06/2019 - JUSTIÇA - Segunda Turma do STF adia julgamento de habeas corpus de Lula24/06/2019 - ECONOMIA - Brasileiros esperam inflação de 5,4% nos próximos 12 meses, diz FGV24/06/2019 - PARANAÍBA - ‘Eu dependo e garanto que é mais conforto’, diz paciente que andou em veículo novo da saúde24/06/2019 - PARANAÍBA - Tradicional cavalgada deve reunir mais de dez mil pessoas24/06/2019 - ESTADO - Governo sanciona reajuste de 2,1% no salário dos servidores do TCE24/06/2019 - GERAL - Educação abre cadastro de vagas para cursos técnicos de nível médio24/06/2019 - INTERNACIONAL - EUA buscam coalizão global contra Irã24/06/2019 - GERAL - Jogos de hoje definem adversário do Brasil nas quartas de final24/06/2019 - SAÚDE - Mais Médicos é reforçado em mais de mil municípios21/06/2019 - GERAL - Novo presidente dos Correios fala em fortalecimento da instituição21/06/2019 - INTERNACIONAL - Brasília comemora o Dia Internacional da Ioga