Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Hospitais devem informar a pacientes de câncer sobre reconstituição de mama gratuita

16 de abril de 2019

1602

Governo de MS sancionou lei nesta terça-feira

O Governo de MS publicou em Diário Oficial uma lei que determina que clínicas, hospitais e consultórios informem aos pacientes em tratamento de câncer que a reconstrução da mama retirada é feita gratuitamente nos hospitais públicos do Estado. De acordo com a lei sancionada nesta terça-feira (16), os estabelecimentos são obrigados a colocar placas ou cartazes com a informação.

As placas devem conter a seguinte mensagem: “As mulheres que sofrerem mutilação total ou parcial de mama, decorrente de utilização de técnica de tratamento de câncer, têm direito a cirurgia plástica reconstrutiva, nos moldes do artigo 1° da Lei Federal n° 9.797/99”.

A lei vale não só para os hospitais e clínicas públicas, mas também para os estabelecimentos particulares. Ainda fica estabelecido que o cartaz deverá ser afixado em local de fácil visualização, medindo no mínimo 297x420mm (folha A3), com escrita legível. A lei já entra em vigor 60 dias após a sua publicação.

Apesar de sancionada, a lei proposta pelo deputado Barbosinha (DEM) teve dois artigos vetados, que diziam respeito ao cumprimento da lei, fiscalização e multa. O terceiro artigo, que foi vetado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), estabelecia que o descumprimento da lei poderia resultar em advertência e multa no valor de 10 UFERMS (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), correspondente a R$ 279,30, com multa em dobro em caso de reincidência. O quarto artigo, também vetado, estabelecia fiscalização pelos órgãos competentes.

O governador explica que estabelecer penalidades para o não cumprimento da lei e atribuir o dever de fiscalização a órgãos como a SES (Secretaria de Estado de Saúde) e as secretarias municipais, a proposição é inconstitucional por afronta à iniciativa do chefe do poder executivo. Além disso, os artigos também gerariam um aumento nas despesas públicas.

 

0008 el guapo 710

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
22/05/2019 - PARANAÍBA - Com recorde de público, ‘Brincar’ agrada pais e filhos em Paranaíba22/05/2019 - POLÍTICA - Câmara aprova MP que amplia capital estrangeiro na aviação22/05/2019 - ESTADO - Seis projetos estão previstos para serem votados na sessão desta quarta-feira22/05/2019 - ECONOMIA - Consumidores acreditam em inflação de 5,4% nos próximos 12 meses22/05/2019 - ESTADO - Ciclista é atingido por moto em rodovia e morre quatro horas depois em hospital22/05/2019 - ESTADO - Motorista de aplicativo é feito refém e fica em poder de bandidos por 13 horas22/05/2019 - INTERNACIONAL - Facebook apaga fake news e contas de extrema-direita21/05/2019 - ESTADO - A 10 dias do fim da campanha, 530 mil pessoas se vacinaram contra gripe em MS21/05/2019 - ESTADO - Com indicativo de reajuste zero, deputado defende aumento para quem ganha menos21/05/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 256121/05/2019 - GERAL - Subida do nível do mar preocupa cientistas21/05/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro preside hoje reunião de ministros no Palácio da Alvorada21/05/2019 - ESTADO - Inscrições abertas para exame de proficiência em Língua Estrangeira da UEMS21/05/2019 - ESTADO -Termina hoje prazo para cadastro e concorrência de moradias da Agehab20/05/2019 - ESTADO - Confira os finalistas da Etapa de Três Lagoas dos Jogos Escolares da Juventude de MS20/05/2019 - ESTADO - UEMS abre inscrições para vagas destinadas a portadores de diploma20/05/2019 - ESTADO - Gerson ressalta importância e revela proximidade do prazo de vigência do Fundeb17/05/2019 - GERAL - PF faz ação contra distribuição de vídeos de abuso sexual infantil17/05/2019 - INTERNACIONAL - Coreia do Norte: seca poderá agravar escassez de alimentos17/05/2019 - POLÍTICA - Guimarães: financiamento para baixa renda na habitação está garantido