Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

DIREITOS HUMANOS - PL sobre Maria da Penha provoca debates e aguarda sanção presidencial

13 de maio de 2019

1306

 Foto: Ilustrativa

Aprovado pelo Congresso em 9 de abril, o Projeto de Lei (PL) nº 94/2018, que permite que autoridades policiais determinem a aplicação de medidas protetivas a mulheres vítimas de violência doméstica, continua aguardando a assinatura do presidente Jair Bolsonaro para virar lei. O prazo para sanção termina nesta segunda-feira (13).

“A gente está na expectativa justamente porque o prazo está se esgotando”, disse a senadora Leila Barros (PSB-DF), relatora do PL no Senado. “É um projeto de lei rico, a gente está vivendo um momento muito difícil de feminicídio no país. Só no Distrito Federal já foram dez mulheres assassinadas este ano”, acrescentou.

O projeto prevê que a autoridade policial poderá determinar a medida protetiva em cidades onde não haja um juiz para fazê-lo. Assim, o delegado ou até o próprio agente, na ausência do delegado, poderá determinar que o agressor saia de casa, mantendo distância da vítima até a análise do juiz. Segundo o PL, a autoridade policial deverá informar o juiz da comarca mais próxima em até 24 horas sobre a decisão de afastar o marido ou companheiro de casa.

Atualmente, a lei estabelece um prazo de 48 horas para que a polícia comunique o juiz sobre as agressões, para que, só então, ele decida sobre as medidas protetivas. A efetiva aplicação de medidas, no entanto, pode levar bem mais tempo para ocorrer.

“Depois da medida deferida pelo juiz, aquela decisão tem que ser entregue a um oficial de justiça para que ele encontre o destinatário para poder intimá-lo. Porque as medidas protetivas só podem valer a partir do momento em que o agressor for intimado dessa decisão”, explicou Sandra Melo, delegada-chefe da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM).

 

0009 posto america 710

 

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
22/05/2019 - PARANAÍBA - Com recorde de público, ‘Brincar’ agrada pais e filhos em Paranaíba22/05/2019 - POLÍTICA - Câmara aprova MP que amplia capital estrangeiro na aviação22/05/2019 - ESTADO - Seis projetos estão previstos para serem votados na sessão desta quarta-feira22/05/2019 - ECONOMIA - Consumidores acreditam em inflação de 5,4% nos próximos 12 meses22/05/2019 - ESTADO - Ciclista é atingido por moto em rodovia e morre quatro horas depois em hospital22/05/2019 - ESTADO - Motorista de aplicativo é feito refém e fica em poder de bandidos por 13 horas22/05/2019 - INTERNACIONAL - Facebook apaga fake news e contas de extrema-direita21/05/2019 - ESTADO - A 10 dias do fim da campanha, 530 mil pessoas se vacinaram contra gripe em MS21/05/2019 - ESTADO - Com indicativo de reajuste zero, deputado defende aumento para quem ganha menos21/05/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 256121/05/2019 - GERAL - Subida do nível do mar preocupa cientistas21/05/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro preside hoje reunião de ministros no Palácio da Alvorada21/05/2019 - ESTADO - Inscrições abertas para exame de proficiência em Língua Estrangeira da UEMS21/05/2019 - ESTADO -Termina hoje prazo para cadastro e concorrência de moradias da Agehab20/05/2019 - ESTADO - Confira os finalistas da Etapa de Três Lagoas dos Jogos Escolares da Juventude de MS20/05/2019 - ESTADO - UEMS abre inscrições para vagas destinadas a portadores de diploma20/05/2019 - ESTADO - Gerson ressalta importância e revela proximidade do prazo de vigência do Fundeb17/05/2019 - GERAL - PF faz ação contra distribuição de vídeos de abuso sexual infantil17/05/2019 - INTERNACIONAL - Coreia do Norte: seca poderá agravar escassez de alimentos17/05/2019 - POLÍTICA - Guimarães: financiamento para baixa renda na habitação está garantido