Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Seis projetos estão previstos para serem votados na sessão desta quarta-feira

22 de maio de 2019

2205_1

Na sessão ordinária desta quarta-feira (22), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), devem ser analisados seis projetos, dos quais cinco são previstos para serem votados em segunda discussão. As matérias, todas de autoria de parlamentares, são relativas à regularização fundiária, à saúde de recém-nascidos, à prevenção contra a violência em casas noturnas, à proteção a aposentados em caso de operações de crédito, entre outros assuntos.

Entre as propostas que retornam ao plenário para segunda votação, está o Projeto de Lei (PL) 276/2017, do deputado Renato Câmara (MDB). A matéria “dispõe sobre o cadastro fiscal e sanitário provisório de contribuintes em situação de regularização fundiária, assentamento ou de posse litigiosa, no território do estado de Mato Grosso do Sul, e altera a Lei nº. 1.810, de 22 de dezembro de 1997, e dá outras providências”.

O projeto apresenta a possibilidade de se estabelecer regime fiscal e sanitário especial a contribuintes que exercem atividades agroeconômicas sujeitas à fiscalização do Estado. A proposta tem pareceres favoráveis da Comissão de Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira e da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

Também deve ser votado, em segunda discussão, o PL 127/2018, de autoria do deputado Marcio Fernandes (MDB). Pela proposta, os hospitais e maternidades de Mato Grosso do Sul ficam obrigados a oferecer, a pais e/ou responsáveis por recém-nascidos, treinamento para primeiros socorros em caso de engasgamento, aspiração de corpo estranho e prevenção de morte súbita. A matéria recebeu pareceres favoráveis da Comissão de Saúde e da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

Outro projeto previsto na Ordem do Dia é o PL 046/2015, de autoria do então deputado estadual Beto Pereira (PSDB). A matéria, que retorna para segunda votação, proíbe, por motivo de segurança, a venda de bebidas em garrafas de vidros em bailes, boates, danceterias, casas de espetáculo, teatros, e similares, instalado em Mato Grosso do Sul. Os pareceres da Comissão de Segurança Pública e de Defesa Social e da Comissão de Finanças e Orçamento foram favoráveis à proposta.

Também em segunda discussão está prevista a votação de dois projetos, relativos à inclusão de eventos no calendário oficial do Estado. De autoria do deputado Evander Vendramini (PP), o PL 052/2019 inclui o Calendário Educação Ambiental no Pantanal. Já o PL 067/2019, proposto pelo deputado Zé Teixeira (DEM), estabelece a inclusão da Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Dourados (Expoagro), realizada em Dourados. Os dois projetos têm pareceres favoráveis da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia.

Há outro projeto do deputado Evander Vendramini previsto para Ordem do Dia desta quarta-feira. Trata-se do PL 015/2019, que deve ser votado em primeira discussão. A matéria proíbe que instituições financeiras ofereçam ou celebrem contrato de operação de crédito, através de telefone, com aposentados e pensionistas. Pela proposta, a multa pode chegar a 400 Unidades Fiscais de Referência do Estado de Mato Grosso do Sul (Uferms).

 

0008 el guapo 710

Fonte: Agência ALMS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
19/06/2019 - POLÍTICA - Moro espera que reportagens de site não afetem projeto anticrime19/06/2019 - ESTADO - Três câmaras em MS terão que devolver R$ 480 mil por uso indevido19/06/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro sanciona lei de combate a fraudes no INSS19/06/2019 - POLÍTICA - CCJ do Senado ouve Moro sobre conversas vazadas com Dallagnol19/06/2019 - INTERNACIONAL - Trump inicia oficialmente campanha de reeleição19/06/2019 - ESTADO - De MS, Nelsinho e Soraya tentaram salvar decreto das armas de Bolsonaro no Senado19/06/2019 - ESTADO - Piloto sequestrado com avião já foi preso pela PF por tráfico de drogas19/06/2019 - ESTADO - Governo de MS publica decreto que diminui ICMS do combustível para empresas aéreas18/06/2019 - PARANAÍBA - Após sequestrar piloto e roubar avião, ladrões levantam vôo18/06/2019 - DIREITOS HUMANOS - Mais de 3,7 mil comunidades vão receber cisternas a partir de julho18/06/2019 - GERAL - Plano Safra manterá R$ 10 bi de subsídios para crédito rural, diz Tereza Cristina18/06/2019 - GERAL - Bolsonaro ainda não decidiu sobre mudança nos Correios, diz porta-voz18/06/2019 - INTERNACIONAL- Boris Johnson é favorito para primeiro-ministro do Reino Unido18/06/2019 - SAÚDE - Imunoterapia será principal droga contra câncer, diz Nobel de Medicina18/06/2019 - EDUCAÇÃO - ProUni deve divulgar hoje resultado de primeira chamada18/06/2019 - POLÍTICA - Previdência: parecer deve começar a ser discutido hoje na Câmara17/06/2019 - ESTADO - Governo prorroga até 2022 autonomia do Detran-MS para contratar obras17/06/2019 - ESTADO - Cartaz em locais públicos informando direitos de pessoas com câncer vira lei em MS17/06/2019 - INTERNACIONAL - Quênia investiga paciente com suspeita de contaminação por ebola17/06/2019 - GERAL - Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce