Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

POLÍTICA - Câmara aprova MP que amplia capital estrangeiro na aviação

22 de maio de 2019

2206

O plenário da Câmara aprovou na noite desta terça-feira (21) a Medida Provisória (MP) 863/18, que autoriza as empresas de aviação com sede no Brasil a terem participação ilimitada de capital estrangeiro. Com isso, deixa de existir o limite de 20% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais. No entanto, o dispositivo pode perder a validade caso não seja aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (22).

Ao ser analisada em comissão mista, o relator da proposta, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), incluiu no texto o fim da cobrança por bagagem despachada e a exigência de que as empresas estrangeiras sejam obrigadas a operar rotas regionais. Nas linhas domésticas, a franquia de bagagem por passageiro será de 23 kg nas aeronaves acima de 31 assentos. Nas linhas internacionais, a franquia funcionará pelo sistema de peça ou peso, seguindo a regulamentação específica.

Os trechos, no entanto, foram considerados como “jabutis” pelo governo federal, mas a falta de tempo para negociação no Congresso antes que medida caducasse inviabilizou a retirada dos dispositivos - que poderão ser vetados pelo presidente Jair Bolsonaro.

A MP altera o Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei 7565/86) ao modificar as condições para outorga de concessão para exploração de serviços de transporte aéreo regular e não regular. Ao ser editada ainda pelo ex-presidente Michel Temer, o governo ressaltou que o limite de até 20% de participação de capital estrangeiro fazia com que o Brasil fosse um dos países mais fechados a investimentos do setor aéreo.

"De acordo com informações do Banco Mundial contidas no estudo Investing Across Borders apenas países como Arábia Saudita, Etiópia, Haiti e Venezuela se mostram mais restritivos à participação de investidores estrangeiros em empresas aéreas - neles o capital estrangeiro com dierito a voto não é permitido. Por outro lado, países sul-americanos como Chile, Colômbia, Uruguai, Paraguai e Bolívia permitem até 100% de controle acionário por investidores estrangeiros em empresas aéreas nacionais", apontou a justificativa da medida provisória.

Ao editar a MP, o governo argumentou que o dispositivo visava estimular aspectos como o aumento da competição e a desconcentração do mercado doméstico, o aumento da quantidade de cidades e rotas atendidas pelo transporte aéreo regular e a redução do preço médio das passagens.

A volta da franquia mínima de bagagem foi apresentado como destaque à MP pelo PT e aprovado de forma simbólica. Com a votação do destaque, a sessão foi encerrada.

 

0012 A Construtora

Fonte: Agência Brasil


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
19/06/2019 - POLÍTICA - Moro espera que reportagens de site não afetem projeto anticrime19/06/2019 - ESTADO - Três câmaras em MS terão que devolver R$ 480 mil por uso indevido19/06/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro sanciona lei de combate a fraudes no INSS19/06/2019 - POLÍTICA - CCJ do Senado ouve Moro sobre conversas vazadas com Dallagnol19/06/2019 - INTERNACIONAL - Trump inicia oficialmente campanha de reeleição19/06/2019 - ESTADO - De MS, Nelsinho e Soraya tentaram salvar decreto das armas de Bolsonaro no Senado19/06/2019 - ESTADO - Piloto sequestrado com avião já foi preso pela PF por tráfico de drogas19/06/2019 - ESTADO - Governo de MS publica decreto que diminui ICMS do combustível para empresas aéreas18/06/2019 - PARANAÍBA - Após sequestrar piloto e roubar avião, ladrões levantam vôo18/06/2019 - DIREITOS HUMANOS - Mais de 3,7 mil comunidades vão receber cisternas a partir de julho18/06/2019 - GERAL - Plano Safra manterá R$ 10 bi de subsídios para crédito rural, diz Tereza Cristina18/06/2019 - GERAL - Bolsonaro ainda não decidiu sobre mudança nos Correios, diz porta-voz18/06/2019 - INTERNACIONAL- Boris Johnson é favorito para primeiro-ministro do Reino Unido18/06/2019 - SAÚDE - Imunoterapia será principal droga contra câncer, diz Nobel de Medicina18/06/2019 - EDUCAÇÃO - ProUni deve divulgar hoje resultado de primeira chamada18/06/2019 - POLÍTICA - Previdência: parecer deve começar a ser discutido hoje na Câmara17/06/2019 - ESTADO - Governo prorroga até 2022 autonomia do Detran-MS para contratar obras17/06/2019 - ESTADO - Cartaz em locais públicos informando direitos de pessoas com câncer vira lei em MS17/06/2019 - INTERNACIONAL - Quênia investiga paciente com suspeita de contaminação por ebola17/06/2019 - GERAL - Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce