Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Em audiência no Ministério da Economia, Governo tenta destravar verbas para Inmetro

12 de junho de 2019

1205

Brasília (DF) – O Governo do Estado tenta destravar recursos destinados ao serviço de meteorologia no Ministério da Economia. O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, participou de audiência no Ministério da Economia, nesta terça-feira (11), em busca de destravar recursos ao serviço de metrologia. A audiência foi mediada pelo deputado federal Beto Pereira (PSDB) e parlamentares de outros cinco estados e teve a participação do diretor-presidente da AEM/MS (Agência Estadual de Metrologia), Nilton Rodrigues, e dos representantes dos órgãos delegados do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia) de todo o país. A AEM/MS é vinculada à Semagro.

Verruck explicou que o primeiro ponto tratado na reunião foi ressaltar ao secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Fazenda, Carlos Alexandre da Costa, a importância do Inmetro, “que dá a garantia da conformidade dos produtos com as normas técnicas, permitindo aos setores industrial e comercial brasileiro serem competitivos”. Outra questão desmistificada era que o Inmetro seria um órgão focado em multar. “Não é isso, na verdade mais de 60% das receitas do Inmetro vêm de serviços”, completou.

Em seguida, tratou-se do contingenciamento de recursos do orçamento do Inmetro, na mesma proporção dos demais órgãos do governo federal, ou seja, 30%. Entretanto, conforme explicou Verruck, o valor que vem sendo liberado está abaixo do patamar disponível. “Deve haver aí algum equívoco do governo”, completou o secretário. A demanda foi recebida por Carlos Alexandre da Costa que se comprometeu a dar o devido encaminhamento.

Por fim, os representantes dos órgãos delegados ao Inmetro apresentaram uma proposta que agiliza o financiamento dos serviços ao inverter a lógica atual de repasse de recursos. Ao invés de repassar todo o valor arrecadado à União e depois aguardar a devolução dos 70% que os órgãos delegados têm direito, a proposta é de reter esse percentual e encaminhar ao governo federal só os 30% destinados a custear o Inmetro federal. “Isso é muito fácil de fazer, basta alterar o teor do próximo convênio”, disse.

Mato Grosso do Sul apresentou uma reivindicação específica porque a situação do órgão delegado ao Inmetro no Estado é diferente dos demais do país, acrescentou o secretário. “Na verdade nós estamos sendo penalizados quando deveria ser o contrário. A AEM/MS fez o ajuste nas contas, reduziu despesas, mas viu o repasse diminuir. Essa é uma lógica contrária ao que está sendo colocado pelo atual governo, que é premiar a meritocracia, a competência”.

O diretor-presidente da AEM/MS, Nilton Rodrigues, lembrou que foram feitos “os ajustes na Agência e ampliamos nossos serviços de orientação e fiscalização. Só no ano passado foram 650 mil fiscalizações realizadas pelos nossos agentes metrológicos junto ao comércio e indústria”.

Verruck considerou a reunião “muito produtiva” pelo fato da situação ter sido colocada com toda clareza ao governo federal, o que até então não tinha acontecido. O secretário acrescenta que houve uma sinalização por parte do Ministério de se encaminhar o problema para uma solução.

 

0007 Volte sorrir 710

 

Fonte: Portal do MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
19/06/2019 - POLÍTICA - Moro espera que reportagens de site não afetem projeto anticrime19/06/2019 - ESTADO - Três câmaras em MS terão que devolver R$ 480 mil por uso indevido19/06/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro sanciona lei de combate a fraudes no INSS19/06/2019 - POLÍTICA - CCJ do Senado ouve Moro sobre conversas vazadas com Dallagnol19/06/2019 - INTERNACIONAL - Trump inicia oficialmente campanha de reeleição19/06/2019 - ESTADO - De MS, Nelsinho e Soraya tentaram salvar decreto das armas de Bolsonaro no Senado19/06/2019 - ESTADO - Piloto sequestrado com avião já foi preso pela PF por tráfico de drogas19/06/2019 - ESTADO - Governo de MS publica decreto que diminui ICMS do combustível para empresas aéreas18/06/2019 - PARANAÍBA - Após sequestrar piloto e roubar avião, ladrões levantam vôo18/06/2019 - DIREITOS HUMANOS - Mais de 3,7 mil comunidades vão receber cisternas a partir de julho18/06/2019 - GERAL - Plano Safra manterá R$ 10 bi de subsídios para crédito rural, diz Tereza Cristina18/06/2019 - GERAL - Bolsonaro ainda não decidiu sobre mudança nos Correios, diz porta-voz18/06/2019 - INTERNACIONAL- Boris Johnson é favorito para primeiro-ministro do Reino Unido18/06/2019 - SAÚDE - Imunoterapia será principal droga contra câncer, diz Nobel de Medicina18/06/2019 - EDUCAÇÃO - ProUni deve divulgar hoje resultado de primeira chamada18/06/2019 - POLÍTICA - Previdência: parecer deve começar a ser discutido hoje na Câmara17/06/2019 - ESTADO - Governo prorroga até 2022 autonomia do Detran-MS para contratar obras17/06/2019 - ESTADO - Cartaz em locais públicos informando direitos de pessoas com câncer vira lei em MS17/06/2019 - INTERNACIONAL - Quênia investiga paciente com suspeita de contaminação por ebola17/06/2019 - GERAL - Universidades vão ajudar na recuperação da bacia do Rio Doce