Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ESTADO - Cartaz em locais públicos informando direitos de pessoas com câncer vira lei em MS

17 de junho de 2019

1706_1

Informações deverão ser fixadas em locais de grande circulação de pessoas, como terminais rodoviários, hospitais, clínicas e consultórios

Agora é lei em Mato Grosso do Sul, ter cartazes em locais públicos informando os direitos de pessoas com neoplasia maligna, ou seja, câncer. A sanção foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado), desta segunda-feira (17).

O projeto de autoria de Jamilson Name (PDT) foi votado e aprovado em segunda votação, pelos deputados estaduais no dia 4 deste mês e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou hoje.

Os cartazes serão fixados em locais de grande circulação de pessoas, como em terminais rodoviários, veículos de transporte coletivo, Unidades Básicas de Saúde, hospitais, clínicas, consultórios e similares, em local de fácil visualização, informando a população a respeito dos direitos dos cidadãos com câncer.

Foi determinado que os cartazes serão feitos em folha A3, com os seguintes dizeres: Cidadão com neoplasia maligna (câncer), conheça seus direitos.

Quem tem câncer, tem direito a aposentadoria por invalidez; auxílio-doença, nos termos da Lei Federal nº 8.213/91; direito à cirurgia plástica reconstrutiva, quando as mulheres sofrerem mutilação total ou parcial de mama; isenção de imposto de renda nos proventos de aposentadoria; quitação de financiamento da casa própria; saque do FGTS; saque do PIS/PASEP; redução em 60% do valor do IPVA, devido por proprietário ou possuidor, paraplégicos ou com deficiência física, em decorrência da cirurgia ou do tratamento da doença, impossibilitados de utilizar o modelo comum, relativamente ao veículo automotor que se destine exclusivamente ao seu uso; isenção de IPTU, em Campo Grande, nos termos da Lei municipal nº 5.676, de 16/03 /2016 – “Concede isenção no pagamento do IPTU aos portadores de câncer do Município de Campo Grande”.

Para ter redução do IPVA, é preciso requerer na Agenfa (Agência Fazendária) munido de laudo médico do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) para comprovar se a deficiência física, neste caso, é decorrente da cirurgia ou do tratamento da doença.

 

0011supergasbras710

 

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
16/10/2019 - Senador Nelsinho Trad já recebeu 809 solicitações de emendas para 202016/10/2019 - Senadora Soraya Thronicke é considerada a melhor parlamentar de MS16/10/2019 - GERAL - Santuário de Elefantes de MT se prepara para receber nova hóspede16/10/2019 - POLÍTICA - Indenização por desastre com barragens não é renda, define projeto16/10/2019 - GERAL - Petrobras retira mais de 200 toneladas de resíduo oleoso de praias16/10/2019 - Estado - Bancada federal de MS define onde serão aplicados os R$ 247,6 milhões em emendas para 202016/10/2019 - GERAL - Operação aplicou quase R$ 100 milhões em multas na Amazônia16/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 261416/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 261216/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 261016/10/2019 - Estado - Concurso da UEMS: Inscrições vão até 25 de outubro16/10/2019 - Estado - Projetos de alunos de escolas estaduais conquistam prêmios em feiras de ciência e tecnologia16/10/2019 - Estado - Emprego: Funtrab oferta 169 vagas para diversos níveis de escolaridade na Capital16/10/2019 - Estado - Outubro Rosa 2019 tem foco na prevenção15/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 261115/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 260715/10/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 261315/10/2019 - Estado - Primavera é estação com maior incidência de tempestades; Confira dicas da Defesa Civil para ocorrências15/10/2019 - Estado - Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul15/10/2019 - Estado - Produtores rurais devem atualizar cadastro da agropecuária e de estoque de animais