Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

POLÍTICA - Presidente do Senado cancela trecho de MP sobre demarcação de terras indígenas

26 de junho de 2019

2606_1

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), decidiu desconsiderar trecho da Medida Provisória (MP) 886, editada pelo presidente Jair Bolsonaro, que transferia a atribuição de demarcar terras indígenas da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O restante da MP continuará tramitando normalmente. Alcolumbre argumentou que a Constituição não permite o envio de duas MPs com o mesmo tema dentro do mesmo ano.

Alcolumbre considerou as alterações “não escritas”. “Estou considerando não escritas as alterações […], devolvendo-as ao senhor presidente da República”, disse. “Informo que o parágrafo 62 da Constituição é claríssimo ao afirmar que é vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de Medida Provisória que tenha sido rejeitada ou tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo”, completou.

A transferência das demarcações para a pasta da Agricultura estava prevista na reestruturação administrativa realizada pelo governo federal, ainda em janeiro. No entanto, em maio, a mudança não foi aprovada pelo Congresso, que devolveu a atribuição de demarcar terras indígenas à Fundação Nacional do Índio (Funai), vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. Na semana passada, uma nova medida foi editada por Jair Bolsonaro para manter as demarcações na pasta da Agricultura.

Ontem (24), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso considerou inconstitucional o trecho da MP, ao atender a um pedido liminar, feito no dia 20, pelos partidos PT, PDT e Rede Sustentabilidade.

 

0012 A Construtora

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
16/12/2019 - PARANAÍBA - Festiva de Natal e encerramento do ano letivo no C.E.P/APAE16/12/2019 - POLÍTICA - Seria uma honra ser candidata a prefeita em Campo Grande, diz Simone16/12/2019 - POLÍTICA - De olho no Governo, André passa comando do MDB e diz que não será candidato em 202016/12/2019 - ESTADO - “Mais maduro e preparado”, diz Delcídio sobre candidatura em 202216/12/2019 - ESTADO - Taxas cartorárias reduzem em até 30% valor do registro de imóveis após queda na arrecadação16/12/2019 - ESTADO - Após 7 anos, STF derruba lei de 1999 que permitiu uso de depósitos judiciais em MS16/12/2019 - ESTADO - Sanesul divulga resultado preliminar de seleção com salários de até R$ 8,4 mil16/12/2019 - NACIONAL - Neymar erra pênalti, mas PSG goleia fora e segue folgado na ponta do Francês16/12/2019 - ESPORTE - Com 2 de Cristiane, Brasil goleia o México de novo e fecha 2019 invicto com Pia16/12/2019 - ESPORTE - Luxemburgo é o novo técnico do Palmeiras e retorna pela quinta vez ao clube16/12/2019 - NACIONAL - Caminhoneiros ameaçam paralisação pelo País; movimento está divido16/12/2019 - POLÍTICA - Bolsonaro nega mudanças na equipe ministerial e elogia Weintraub16/12/2019 - POLÍTICA - Congresso pode votar proposta de Orçamento na próxima terça-feira 13/12/2019 - ESTADO - Indígena é preso após polícia flagrar plantação de maconha em aldeia13/12/2019 - ESTADO - Justiça Federal vai decidir destino de empresário ligado a esquema de milícia13/12/2019 - ESTADO - Aprovada: confira o que muda na aposentadoria dos servidores com a PEC de Reinaldo13/12/2019 - ESTADO - IFMS oferece 670 vagas em cursos gratuitos de Inglês, Espanhol e Libras13/12/2019 - NACIONAL - Filha de Lula é nomeada em gabinete no Senado13/12/2019 - NACIONAL - Bolsonaro: coloco no ‘pau de arara’ ministros que se envolverem em corrupção12/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 2633