Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

POLÍTICA - PSL tenta mudanças para categorias da segurança pública

02 de julho de 2019

0202_3

Mudanças pedem para beneficiar policiais legislativos da Câmara e do Senado, como, Policiais Federal, Rodoviário e Ferroviário, não há menção a agentes penitenciários e agentes socioeducativos

Até a noite da última segunda-feira, 1º, o PSL não havia chegado a um acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o relator da reforma, Samuel Moreira (PSDB-SP), sobre as alterações nas regras para categorias da segurança pública no texto da reforma da Previdência.

Com muitos deputados ligados à área, o partido de Jair Bolsonaro pedia que o relator incluísse mudanças em seu voto complementar para que o partido não apresentasse destaques (sugestões de mudanças) na Comissão Especial. Para Moreira, “tem setores que estão bem preservados. Não há necessidade nesse assunto (segurança) de qualquer concessão”.

Entre as mudanças pedidas para beneficiar policiais legislativos da Câmara e do Senado, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Ferroviária Federal, por exemplo, está a alteração na idade mínima de 55 anos para homens e 52 anos para mulheres, em vez de 55 para ambos os sexos como está no texto do relatório. Não há menção a agentes penitenciários e agentes socioeducativos.

Depois de reunião na residência de Maia, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo, disse que os diálogos vão continuar e as reuniões deveriam se estender por toda a noite. “A reunião foi muito boa. Conseguimos perceber a abertura para o diálogo e os deputados do PSL ligados à segurança pública apresentaram suas demandas”, disse. “Ainda estamos formulando o acordo. Não queremos embaralhar a negociação.”

Vitor Hugo não deixou claro se o partido ainda deve apresentar destaques e não quis dar detalhes sobre quais pontos específicos estão sendo negociados.

“Se houver desidratação (na economia) vai ser algo pequeno”, disse Vitor Hugo. A emenda do PSL reduziria a economia esperada com as mudanças para as categorias de R$ 5,65 bilhões para cerca de R$ 3,02 bilhões, segundo cálculos de técnicos da Câmara.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

0004 Instituto Farmacêutico710

Fonte: Mídia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
20/08/2019 - Parceria deve tornar Paranaíba ‘centro’ de microrregião para exames de ressonância20/08/2019 - ESTADO -João Henrique conquista novas vitórias na Assembleia Legislativa de MS20/08/2019 - ESTADO - Ministério da Saúde encaminha 20 mil doses de vacina contra sarampo para MS20/08/2019 - INTERNACIONAL - Argentina: novo ministro das Finanças prevê estabilidade do dólar20/08/2019 - POLÍTICA - Marinho: reforma da Previdência pode recuperar confiança na economia20/08/2019 - ECONOMIA - Presidente da Petrobras defende mudança na legislação do pré-sal20/08/2019 - GERAL - Nova carteira de identidade começa a ser emitida hoje em São Paulo20/08/2019 - Ministro vem a MS para reunião sobre Corredor Bioceânico na quinta-feira19/08/2019 - ESTADO - Frente fria avança em MS e Inmet faz alerta sobre queda brusca de temperatura19/08/2019 - GERAL - Paraguai destrói 9 hectares com 27 toneladas de maconha na fronteira19/08/2019 - ECONOMIA - Agropecuária nordestina ganha plano de ação para o desenvolvimento19/08/2019 - INTERNACIONAL - Hong Kong permanece sob tensão contra projeto de lei sobre extradição19/08/2019 - EDUCAÇÃO - ProUni: não matriculados têm até hoje para pedir bolsas remanescentes19/08/2019 - GERAL - Cinemas têm até janeiro para garantir acessibilidade a cegos e surdos19/08/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 259319/08/2019 - Em Paranaíba - Femuspar encerra inscrições amanhã19/08/2019 - Paranaíba - Prefeitura repassa mais de R$ 630 mil a Santa Casa19/08/2019 - Paranaíba - Rose Modesto anuncia R$1 milhão em emenda19/08/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 259217/08/2019 - Modernidade: Vários pontos da cidade devem ganhar iluminação de led