Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

GERAL - Polícia Federal deflagra operação de combate à corrupção nos Correios

06 de setembro de 2019

A Policia Federal deflagrou hoje (6) a Operação Postal Off para desarticular uma organização criminosa que atuava junto à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Segundo o órgão, o grupo praticava fraudes que estavam causando prejuízos à empresa “de forma habitual e permanente".

De acordo com a PF, a investigação começou em novembro de 2018, em Santa Catarina, e mostrou que a atuação do grupo se estendia aos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, com a “participação ativa de funcionários dos Correios”. A polícia informou que cargas postais de seus clientes eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento muito inferior ao devido.

Um dos modos de atuação dos criminosos era identificar clientes dos Correios e levá-los a romper seus contratos com a empresa. Os clientes então passariam a ter as encomendas postadas por meio de contratos mantidos entre as empresas do grupo criminoso e os Correios.

Segundo a PF, ao longo da investigação também foram apuradas solicitações e pagamentos de vantagens indevidas envolvendo empresários, funcionários públicos e agentes políticos, “configurando indícios dos crimes de corrupção passiva e concussão”.

Uma avaliação preliminar indicou que a atuação do grupo causou um prejuízo de R$ 13 milhões, segundo a PF. O valor se refere às postagens ilícitas já identificadas, sem a inclusão dos danos diários provocados pelo grupo investigado.

A PF informou ainda que cerca de 110 policiais federais estão cumprindo 9 mandados de prisão preventiva e 19 mandados de busca e apreensão na cidade do Rio de Janeiro; dois mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão nos municípios de Tamboré, Cotia, Bauru e São Caetano, no estado de São Paulo; além de um mandado de prisão temporária e um de busca em Belo Horizonte, em Minas Gerais. Os mandados foram expedidos pela 7ª Vara Federal de Florianópolis de Santa Catarina.

Bloqueios
Para garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos Correios, a Justiça determinou os bloqueios de contas bancárias e o arresto de bens móveis e imóveis, incluídos carros de luxo e duas embarcações, sendo uma delas um iate avaliado em R$ 3 milhões. “Com as medidas, espera-se que seja efetivado o bloqueio de R$ 40 milhões dos investigados”, afirmou a PF.

De acordo com a PF, os investigados poderão ser indiciados nos autos do inquérito policial instaurado para a apuração dos fatos, pela prática dos crimes de corrupção passiva e ativa, concussão, estelionato, crimes tributários, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

Correios
Por meio de nota, os Correios informaram que estão colaborando "plenamente" com as autoridades e que a empresa permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos. "Os Correios reafirmam o seu compromisso com a ética, a integridade e a transparência", diz o comunicado.

 

Fonte: Agência Brasil


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
06/12/2019 - EDITAL DE RENOVAÇÃO LICENÇA AMBIENTAL PARANAÍBA SERVIÇO ADMINISTRATIVO I LTDA06/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 262805/12/2019 - EDITAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL HANNE MACHADO HANS & CIA LTDA05/12/2019 - POLÍTICA - Deputados suspensos do PSL se reúnem com Maia para tentar manter Eduardo líder05/12/2019 - POLÍTICA - Em CPI, Joice diz que País é governado por filhos do presidente05/12/2019 - POLÍTICA - Justiça absolve Lula, Dilma, Palocci e Mantega no ‘quadrilhão do PT’05/12/2019 - ESPORTE - Fluminense empata com Fortaleza e fica em vantagem por vaga na Sul-Americana05/12/2019 - ESPORTE - São Paulo supera o Inter e garante vaga na fase de grupos da Libertadores05/12/2019 - POLÍTICA - ‘Tratados de forma adequada’: Coronel David comemora morte de membros de facção baiana em MS05/12/2019 - POLÍCIA - Fazendeiro de MS herdou rotas de narcotráfico do PCC após morte do sogro05/12/2019 - POLÍTICA - Deputados liberam Governo de MS para cassar aposentadoria de servidores punidos05/12/2019 - POLÍTICA - Simone Tebet reage e pede reunião da CCJ para analisar projeto da 2ª instância05/12/2019 - POLÍTICA - CPI da Energisa ouvirá engenheiro que comprovou falha em relógio e decreta sigilo05/12/2019 - POLÍTICA - ‘Carona’ na Pec de Reinaldo quer reajuste automático para servidores de MS com altos salários05/12/2019 - ESTADO - Com medo de conflito fundiário, fazendeiro de Dourados fabrica trator blindado para plantar05/12/2019 - ESTADO - Saúde do homem é destaque em ações realizadas com reeducandos durante o mês de novembro05/12/2019 - ESTADO - Detran-MS registra aumento de 8% na frota de veículos do Estado nos últimos 3 anos05/12/2019 - ESTADO - Campo Grande sedia reunião ampliada do Conselho Estadual de Assistência Social05/12/2019 - ESTADO - Leilão da MS-306 acontece nesta quinta-feira (5) na Bolsa de Valores de São Paulo04/12/2019 - ESTADO - Pontes de alvenaria: Vaz intercede por assentados