Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

Estado : Operação Piracema: pesca está proibida; PMA usará drones e policiais à paisana

05 de novembro de 2019

 

Campo Grande (MS) – Desde a zero hora desta terça-feira (5.11), a pesca em todos os rios que cortam o território de Mato Grosso do Sul está proibida. Começou o período de defeso para a proteção da piracema, o período reprodutivo da maioria das espécies de peixes das duas bacias que cortam o Estado (Paraná e Paraguai). O defeso se estende até o dia 28 de fevereiro de 2020, quando estará em vigor a Cota Zero.

Durante a Piracema, haverá apenas a pesca de subsistência e a científica, devidamente autorizada, bem como de peixes exóticos e não nativos nos lagos das Usinas do rio Paraná. A pesca de subsistência é permitida apenas para moradores das barrancas dos rios, que sobrevivem da pesca. A família pode retirar um exemplar ou até três quilos de peixes ao dia, para consumo próprio, sendo proibida a venda.

De acordo com o tenente coronel Edmilson Queiroz, a Polícia Militar Ambiental (PMA) irá monitorar os cardumes, principalmente nos pontos em que estão mais vulneráveis à pesca predatória, como cachoeiras e corredeiras, inclusive com a instalação de postos avançados, com policiais 24 horas. A intenção é manter os peixes vivos nos rios para que possam se reproduzir e manter os estoques pesqueiros.

Drones e policiais à paisana

Policiais do setor de inteligência à paisana também vão atuar e identificar quem praticar a pesca ilegal. Drones serão usados para acompanhar os cardumes, evitar pesca e identificar pescadores ilegais e embarcações utilizadas. Mesmo se o pescador conseguir fugir do local, após ser identificado irá responder pelo crime ambiental.

Utilizando embarcações, a PMA também reforçará a fiscalização preventiva e repressiva nas áreas de fronteira com Paraguai e Bolívia e na divisa com o estado de Mato Grosso, no Pantanal. Na Operação Piracema 2018-2019 foram autuadas 39 pessoas, 319 quilos de pescado apreendido e aplicadas R$ 41,3 mil em multas.

Cota Zero

A cota zero para a pesca amadora tem o objetivo de recuperar os estoques pesqueiros. A proibição vale para o transporte do pescado. Após o fim do defeso, em 28 de fevereiro de 2020, o pescador poderá fazer a prática do “pesque e solte” e até consumir o pescado na beira do rio. Mas se quiser levar um peixe para casa, deverá adquirir um peixe no comércio varejista e levar a nota fiscal e a guia de controle.

 

Fonte: Portal do MS


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
21/02/2020 - ESTADO - Heleno sugere a Bolsonaro colocar povo na rua para enfrentar “chantagem” do Congresso21/02/2020 - ESTADO - Laudo da Sesau confirma água contaminada e Detran-MS responde a processo sanitário21/02/2020 - ESTADO - O Democratas Estadual de MS e o Diretório Municipal de Dourados realizam encontro de lideranças21/02/2020 - ESTADO - PRF apreende R$ 300 mil em mercadorias contrabandeadas na BR-16321/02/2020 - ESTADO - AGENDONA: Confira o que vai rolar em Campo Grande no Carnaval 202021/02/2020 - ESTADO - Sexta-feira de calor e chuva de verão em Mato Grosso do Sul21/02/2020 - ESTADO - Que tal uma prainha neste Carnaval? Descubra a beleza das praias de água doce de MS21/02/2020 - ESTADO - Carnaval: saiba como ficam os serviços públicos no feriado21/02/2020 - ESTADO - Dicas para aproveitar o carnaval de maneira saudável21/02/2020 - ESTADO - Milagres do Carnaval é tema de campanha deste ano do Detran-MS21/02/2020 - ESTADO - Operação Carnaval: evite voltar para casa a pé; DOF dá dicas de segurança20/02/2020 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 265420/02/2020 - NACIONAL - Maia rebate ministro Augusto Heleno sobre críticas ao Congresso20/02/2020 - ESTADO - Contra ICMS de Reinaldo, MBL prepara carreata para sexta em Campo Grande20/02/2020 - ESTADO - MPMS proíbe associação de municípios de gastar com parentes de prefeitos 20/02/2020 - ESTADO - Após impasse, Detran-MS contrata empresa de segurança por R$ 3,2 milhões20/02/2020 - ESTADO - Reinaldo Azambuja tira R$ 7,8 milhões de hospitais em Três Lagoas e Dourados para o HRMS20/02/2020 - ESTADO - G11 indica deputados e CCJR é formada 15 dias após volta da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Fora da CCJR, Catan cita ‘quebra de compromisso’ e deixa G11 da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Marun discute segurança na fronteira de MS com autoridades e administração de Itaipu