Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

ECONOMIA - ANP: leilão do pré-sal poderá elevar o país a outro patamar

06 de novembro de 2019

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, abriu hoje (6) a Rodada de Licitação dos Excedentes da Cessão Onerosa afirmando que o leilão vai "catapultar a indústria de petróleo brasileira à primeira liga mundial". O leilão é considerado o maior da história e pode gerar arrecadação de até R$ 106,5 bilhões em bônus de assinatura.

Oddone destacou que o mundo vive um momento de transição energética, em que o uso de combustíveis fósseis está sendo revisto. Por esse motivo, o diretor afirmou que o Brasil não poderia perder a oportunidade de transformar suas reservas em riquezas.

"Continuar sem explorar o pré-sal em um momento de transição energética seria renovar uma opção pela pobreza, algo que é imperdoável em um pais com milhões de pessoas que estão vivendo na miséria e com enorme carência de recursos".

O gestor da agência reguladora lembrou mudanças regulatórias como as alterações de exigência de conteúdo local, a definição de um calendário de leilões e o fim da posição da Petrobras de operadora única do pré-sal. Na visão dele, mudanças como essas permitiram que a indústria do petróleo no país saísse de seu pior momento, há três anos, e voltasse a atrair investimentos como os dos últimos leilões.

"O Brasil voltou à indústria mundial do petróleo, mas faltava o mais importante, o mais difícil, o mais emblemático", disse ele, referindo-se à cessão onerosa.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também discursou na abertura do leilão. Afirmou que a expectativa de arrecadação ao longo dos contratos que poderão ser firmados hoje pode superar a economia gerada pela nova Previdência, atingindo mais de R$ 1 trilhão em royalties e tributos.

"Superados os desafios, chegamos a mais um marco histórico para o nosso país, a entrada do Brasil em um novo patamar entre os produtores de petróleo", disse o ministro. "Poderemos, em curto prazo, dobrar as reservas atuais, chegando a 30 bilhões de barris equivalentes de petróleo".

O ministro estimou ainda que a produção de petróleo no Brasil poderá chegar a 7 milhões de barris por dia, o que transformaria o país em um dos cinco maiores produtores do mundo e o consolidaria como exportador. Os investimentos previstos para a produção nos blocos leiloados hoje podem atingir R$ 258 bilhões.

 

Fonte: Agência Brasil


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
21/02/2020 - ESTADO - Heleno sugere a Bolsonaro colocar povo na rua para enfrentar “chantagem” do Congresso21/02/2020 - ESTADO - Laudo da Sesau confirma água contaminada e Detran-MS responde a processo sanitário21/02/2020 - ESTADO - O Democratas Estadual de MS e o Diretório Municipal de Dourados realizam encontro de lideranças21/02/2020 - ESTADO - PRF apreende R$ 300 mil em mercadorias contrabandeadas na BR-16321/02/2020 - ESTADO - AGENDONA: Confira o que vai rolar em Campo Grande no Carnaval 202021/02/2020 - ESTADO - Sexta-feira de calor e chuva de verão em Mato Grosso do Sul21/02/2020 - ESTADO - Que tal uma prainha neste Carnaval? Descubra a beleza das praias de água doce de MS21/02/2020 - ESTADO - Carnaval: saiba como ficam os serviços públicos no feriado21/02/2020 - ESTADO - Dicas para aproveitar o carnaval de maneira saudável21/02/2020 - ESTADO - Milagres do Carnaval é tema de campanha deste ano do Detran-MS21/02/2020 - ESTADO - Operação Carnaval: evite voltar para casa a pé; DOF dá dicas de segurança20/02/2020 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 265420/02/2020 - NACIONAL - Maia rebate ministro Augusto Heleno sobre críticas ao Congresso20/02/2020 - ESTADO - Contra ICMS de Reinaldo, MBL prepara carreata para sexta em Campo Grande20/02/2020 - ESTADO - MPMS proíbe associação de municípios de gastar com parentes de prefeitos 20/02/2020 - ESTADO - Após impasse, Detran-MS contrata empresa de segurança por R$ 3,2 milhões20/02/2020 - ESTADO - Reinaldo Azambuja tira R$ 7,8 milhões de hospitais em Três Lagoas e Dourados para o HRMS20/02/2020 - ESTADO - G11 indica deputados e CCJR é formada 15 dias após volta da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Fora da CCJR, Catan cita ‘quebra de compromisso’ e deixa G11 da Assembleia20/02/2020 - ESTADO - Marun discute segurança na fronteira de MS com autoridades e administração de Itaipu