Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

ECONOMIA - ANP: leilão do pré-sal poderá elevar o país a outro patamar

06 de novembro de 2019

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, abriu hoje (6) a Rodada de Licitação dos Excedentes da Cessão Onerosa afirmando que o leilão vai "catapultar a indústria de petróleo brasileira à primeira liga mundial". O leilão é considerado o maior da história e pode gerar arrecadação de até R$ 106,5 bilhões em bônus de assinatura.

Oddone destacou que o mundo vive um momento de transição energética, em que o uso de combustíveis fósseis está sendo revisto. Por esse motivo, o diretor afirmou que o Brasil não poderia perder a oportunidade de transformar suas reservas em riquezas.

"Continuar sem explorar o pré-sal em um momento de transição energética seria renovar uma opção pela pobreza, algo que é imperdoável em um pais com milhões de pessoas que estão vivendo na miséria e com enorme carência de recursos".

O gestor da agência reguladora lembrou mudanças regulatórias como as alterações de exigência de conteúdo local, a definição de um calendário de leilões e o fim da posição da Petrobras de operadora única do pré-sal. Na visão dele, mudanças como essas permitiram que a indústria do petróleo no país saísse de seu pior momento, há três anos, e voltasse a atrair investimentos como os dos últimos leilões.

"O Brasil voltou à indústria mundial do petróleo, mas faltava o mais importante, o mais difícil, o mais emblemático", disse ele, referindo-se à cessão onerosa.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também discursou na abertura do leilão. Afirmou que a expectativa de arrecadação ao longo dos contratos que poderão ser firmados hoje pode superar a economia gerada pela nova Previdência, atingindo mais de R$ 1 trilhão em royalties e tributos.

"Superados os desafios, chegamos a mais um marco histórico para o nosso país, a entrada do Brasil em um novo patamar entre os produtores de petróleo", disse o ministro. "Poderemos, em curto prazo, dobrar as reservas atuais, chegando a 30 bilhões de barris equivalentes de petróleo".

O ministro estimou ainda que a produção de petróleo no Brasil poderá chegar a 7 milhões de barris por dia, o que transformaria o país em um dos cinco maiores produtores do mundo e o consolidaria como exportador. Os investimentos previstos para a produção nos blocos leiloados hoje podem atingir R$ 258 bilhões.

 

Fonte: Agência Brasil


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
14/11/2019 - Estado - Durante a XI Cúpula do Brics, Brasil fecha acordo e vai exportar melão para China14/11/2019 - Estado - Tereza Cristina assina convênio com intuito de ampliar assistência a pequenos agricultores14/11/2019 - Estado - Educação abre seleção com 180 vagas e salários de até R$ 1,4 mil14/11/2019 - Estado - IFMS registra mais de 4 mil candidatos para Exame de Seleção14/11/2019 - Estado - Governo anuncia leilão com 44 lotes de caminhões e maquinários agrícolas14/11/2019 - Estado - Grupos de voluntariado podem se cadastrar para atuar na UFMS14/11/2019 - Estado - Mês da Consciência Negra: Festival de Cinema propõe reflexão sobre o tema14/11/2019 - Estado - Véspera de feriado será de tempo instável e chuva em todo MS14/11/2019 - Brasil - Aliança pelo Brasil, novo partido de Bolsonaro, já está nas redes sociais e tem mais de 100 mil curtidas14/11/2019 - Estado - Garotinha de 7 anos faz campanha de Natal para crianças internadas no HU14/11/2019 - GERAL - Nova vítima do rompimento da barragem de Brumadinho é encontrada14/11/2019 - PARANAÍBA - Novembro Azul: homens terão horário especial de atendimento14/11/2019 - INTERNACIONAL - Militantes em Gaza atacam Israel com foguetes após cessar-fogo14/11/2019 - Estado - Concurso: UEMS abre vagas para professores em Cassilândia e Dourados14/11/2019 - Estado - Confira abre e fecha de serviços públicos e evite correria pré-feriado14/11/2019 - Estado - Trade turístico de Corumbá, maior destino de pesca, manifesta apoio à cota zero14/11/2019 - Estado - Cerca de 1,2 mil participantes são esperados no 6º Eco Pantanal Extremo14/11/2019 - Estado - Reinaldo Azambuja participa de aberturas de Pantanal Extremo e FASP 201913/11/2019 - ESTADO - Deputado João Henrique defende a população e vota contra aumento de impostos13/11/2019 - ECONOMIA - China é o principal destino das exportações brasileiras, aponta FGV