Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

POLÍTICA - Prefeito de Costa Rica cogita também disputar prefeitura de Campo Grande em 2020

03 de dezembro de 2019

 

Empresário, rico e prefeito pelo quarto mandato em Costa Rica. Waldeli Rosa (MDB) não se contenta com as atuais conquistas e segue com grandes ambições na política. Além de poder almejar para 2022 candidatura ao Senado ou Governo, cogitando inclusive trocar de partido se necessário, ele também mira Campo Grande.

A possibilidade de buscar um quinto mandato à frente de uma prefeitura – que no caso seria a de Campo Grande – não é descartada por Waldeli, que de 2001 até hoje ficou apenas quatro anos sem comandar a cidade de 20.823 habitantes, conforme estimativa de 2019 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

“Estamos analisando as resoluções do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre isso antes de tomar qualquer decisão e não descarto concorrer a eleição em Campo Grande também. Hoje é claro que não posso concorrer em municípios vizinhos a Costa Rica, mas precisamos ver como proceder em outras cidades”, explica Waldeli.

Eleito em 2000 prefeito de Costa Rica pelo PMDB, ele foi escolhido por 3.886 eleitores, 40% do total de votos válidos. Já em 2004 foi reeleito com 8.113 votos, sendo candidato único pelo mesmo PMDB. Ele encerrou o mandato em 2008, mas voltou às urnas em 2012, retornando à prefeitura de Costa Rica.

Naquele ano, Waldeli concorreu pelo PR e impediu a reeleição de Jesus Baird, que estava no PMDB, recebendo 6.892 votos (54,50%). Em 2016, ele buscou a reeleição e chegou ao quarto mandato com 10.426 votos, o que corresponde a expressivos 76,57%.

Já sobre as eleições de 2020 em Costa Rica, Waldeli definiu que irá apoiar Leandro Bortolazzi como seu sucessor à frente da gestão municipal da cidade. Leandro foi empossado recentemente como secretário municipal de Assistência Social e é sobrinho da esposa de Waldeli, Áurea Fresarin Rosa, ex-chefe da mesma pasta.

Para 2022, o atual prefeito costarriquense ainda afirma que estuda candidaturas ao Senado ou ao Governo do Estado e, se não encontrar espaço para tal no MDB, sua atual sigla, vai buscar encontrá-lo em outros partidos.

Fonte: Midia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
13/12/2019 - ESTADO - Indígena é preso após polícia flagrar plantação de maconha em aldeia13/12/2019 - ESTADO - Justiça Federal vai decidir destino de empresário ligado a esquema de milícia13/12/2019 - ESTADO - Aprovada: confira o que muda na aposentadoria dos servidores com a PEC de Reinaldo13/12/2019 - ESTADO - IFMS oferece 670 vagas em cursos gratuitos de Inglês, Espanhol e Libras13/12/2019 - NACIONAL - Filha de Lula é nomeada em gabinete no Senado13/12/2019 - NACIONAL - Bolsonaro: coloco no ‘pau de arara’ ministros que se envolverem em corrupção12/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263311/12/2019 - ESTADO - LOA de 2020 é aprovada pelos deputados de MS com 136 emendas11/12/2019 - ESTADO - Operação Vila Brasil: Gaeco cumpre mandados para investigar peculato e fraude em MS11/12/2019 - FAMOSOS - Claudia Rodrigues manda recado para fãs e desmente boatos de morte11/12/2019 - ESTADO - Confira mudanças na previdência de MS após PEC aprovada com nova emenda11/12/2019 - NACIONAL - Com abertura do mercado, algum efeito colateral acontece no Brasil, diz Bolsonaro11/12/2019 - NACIONAL - MEC amplia carga horária EAD de cursos superiores presenciais para até 40%10/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263510/12/2019 - ESTADO - Com máxima de 32°C chuvas continuam nesta terça-feira em MS10/12/2019 - ESTADO - Leilão da MS-306 mostra confiança do capital privado no Estado, destaca Reinaldo Azambuja10/12/2019 - ESTADO - Alerta de tempestade é emitido para 58 cidades de Mato Grosso do Sul09/12/2019 - ESTADO - R$ 152 milhões: Justiça mantém investigação da Polícia Federal sobre propina no Detran-MS09/12/2019 - ESTADO - Muitas serão acatadas, adianta Reinaldo sobre emendas à PEC da Previdência09/12/2019 - ESTADO - Médica que não comparecia a plantões no HU de Dourados terá que devolver R$ 77,5 mil