Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

NACIONAL - Governo contratará 7 mil militares para reforçar atendimento no INSS

15 de janeiro de 2020

 

O governo pretende contratar temporariamente cerca de 7 mil militares da reserva para reforçar o atendimento nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e reduzir o estoque de pedidos de benefícios em atraso. O anúncio foi feito nesta terça-feira (14) pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, que prometeu que o estoque de processos acumulados caia para próximo de zero até o fim de setembro.

A contratação dos militares será voluntária, sem haver convocação. Eles serão treinados em fevereiro e em março, devendo começar a trabalhar nos postos em abril, recebendo adicional de 30% na reserva remunerada.

Segundo Marinho, a medida custará R$ 14,5 milhões por mês ao governo, mas ele disse que o custo deve ser compensado pela diminuição da correção monetária paga nos benefícios concedidos além do prazo máximo de 45 dias depois do pedido.

Paralelamente, entre 2,1 mil e 2,5 mil funcionários do INSS que hoje trabalham no atendimento presencial serão remanejados para reforçar a análise dos processos.

Outras medidas

De acordo com Marinho, até o fim da semana, o Diário Oficial da União publicará um decreto do presidente Jair Bolsonaro com as medidas. Ele anunciou ainda que para diminuir o atraso, o governo dará prioridade às perícias médicas dos cerca de 1,5 mil funcionários do INSS afastados por problemas de saúde. Segundo o secretário, a expectativa é que cerca de dois terços dos servidores (cerca de 1 mil funcionários) voltem ao trabalho nos próximos meses.

Além disso, uma portaria do presidente do INSS restringirá a cessão de funcionários para outros órgãos. De agora em diante, a autarquia só cederá funcionários para cargos comissionados de nível 4 (DAS-4) e para cargos vinculados diretamente à Presidência da República. Atualmente, o INSS tem cerca de 200 funcionários cedidos.

O INSS também pretende ampliar os convênios com o setor privado para que o setor de recursos humanos de empresas formalizem os pedidos de aposentadoria. Atualmente, fundos de pensão de grandes empresas encaminham conjuntamente ao INSS os documentos exigidos dos empregadores, acelerando os processos. O governo quer estender o modelo a mais empregadores.

Simplificação

O decreto a ser editado também simplificará a tramitação dos pedidos de benefícios. O INSS passará a aceitar certidões antigas. O órgão vai verificar as súmulas administrativas em que o INSS foi vencido no Judiciário para deixar de recorrer dos pedidos dos benefícios em situações já pacificadas pela Justiça. O INSS também deixará de exigir a demonstração do vínculo quando o empregado e o empregador contribuam atualmente para a Previdência Social. Segundo Marinho, a medida acelerará principalmente a aposentadoria de empregados domésticos.

Segundo Marinho, desde meados do ano passado, o governo está reduzindo o estoque de processos empoçados no INSS. O número de pedidos de benefício com mais de 45 dias de atraso caiu de 2,3 milhões em julho do ano passado para 1,3 milhão atualmente. Nos últimos cinco meses, o governo tem conseguido diminuir o empoçamento em 67 mil e 68 mil processos por mês.

Caso esse ritmo continuasse, o estoque de processos em atraso só seria zerado em 16 ou 17 meses, nas estimativas de Marinho. Com as medidas anunciadas, o secretário disse que a redução nos processos em atraso deverá saltar para 160 mil por mês, permitindo a redução a quase zero dos pedidos com mais de 45 dias de atraso até o fim de setembro. Apenas os processos em que o INSS discorda da concessão do benefício, com falta de documento ou que dependem da Justiça continuariam em atraso.

O secretário disse que o principal fator que provocou o aumento da fila de atendimento do INSS até a metade do ano passado foi a automatização dos pedidos de benefício. Em maio de 2018, com a inauguração da página Meu INSS, os pedidos dispararam. O número de requerimentos de aposentadorias, pensões, auxílios da Previdência Social e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) saltou de cerca de 715 mil por mês no início de 2018 para 988 mil mensais atualmente. O estoque começou a cair em agosto do ano passado.

Fonte: Midia Max


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
27/01/2020 - PARANAÍBA - Prefeitura lançará multas de 10 Ufips para donos de terrenos baldios27/01/2020 - PARANAÍBA - Veículo danifica calçada e é procurado pelo proprietário de loja27/01/2020 - PARANAÍBA - Carnaíba terá premiação de mais de R$ 5 mil27/01/2020 - ESTADO - Estadual de Futebol 2020: Maracaju derrota o Corumbaense fora de casa27/01/2020 - ESTADO - Loja é condenada a indenizar cliente vítima de golpe de funcionário27/01/2020 - ESTADO - Polícia Civil apresenta o resultado das diligências realizadas na região de Fronteira (Brasil/Paraguai), referente a fuga de 70 presos da cadeia de Pedro Juan Caballero27/01/2020 - PARANAÍBA - Polícia Militar prende por tráfico de drogas homem suspeito de envolvimento em recente sequestro em Paranaíba27/01/2020 - PARANAÍBA - Polícia Militar prende jovem de 19 anos por tráfico de drogas em Paranaíba27/01/2020 - PARANAÍBA - Polícia Militar apreende adolescente por direção perigosa com motocicleta em Paranaíba27/01/2020 - NACIONAL - Bolsonaro vê dificuldades na aprovação de reforma tributária no Brasil27/01/2020 - NACIONAL - Confiança do Comércio sobe 1,3 ponto em janeiro ante dezembro, revela FGV27/01/2020 - ESPORTE - Corinthians sofre pressão e fica no empate com o Mirassol no Paulistão27/01/2020 - ESTADO - De volta ao Engenhão, Botafogo faz 3 a 1 no Macaé e vence a 1ª no Carioca27/01/2020 - ESTADO - UEMS convoca professores temporários aprovados em processo seletivo27/01/2020 - ESTADO - Funtrab oferece 2,5 mil vagas de emprego em MS nesta segunda-feira27/01/2020 - ESTADO - Bassetto Ballet abre 110 novas vagas de balé clássico gratuito para crianças e adolescentes27/01/2020 - ESTADO - Doutores de MS podem participar de chamada para pesquisa colaborativa com o governo italiano27/01/2020 - ESTADO - Para testes de implantação da Placa Mercosul, Detran suspende esta semana emplacamento de veículos27/01/2020 - ESTADO - Tempo firme e calor de 39°C marcam início da semana em MS27/01/2020 - ESTADO - IPVA 2020: prazo para pagamento à vista com desconto de 15% termina na sexta