Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 

NACIONAL - Maia propõe auxílio de R$ 500 a trabalhador informal durante pandemia

26 de março de 2020

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (26) que o valor do auxílio mensal a ser pago aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise provocada pela pandemia de coronavírus pode ser de R$ 500. O valor é maior do que o pagamento de R$ 200 mensais previstos pelo governo federal. O plenário da Casa está reunido neste momento para apreciar a proposta. 

Segundo Maia, o auxílio referente ao valor de meio salário-mínimo (atualmente em R$ 1.039) deve ser pago por três meses e terá um impacto fiscal estimado entre R$ 10 bilhões e R$ 12 bilhões. Sem projeto enviado pelo Executivo, a Câmara vai analisar um projeto de lei de 2017 para renda emergencial, de autoria do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG). Inicialmente, a medida fixava outros parâmetros, além da renda per capita de uma família, para caracterizar a situação de vulnerabilidade social que permite à pessoa com deficiência e ao idoso receberem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

“O que está se construindo é um valor da ordem de R$ 500, é o que o parlamento está trabalhando”, disse Maia. “A nossa opinião é que esse valor vai gerar um impacto a mais de R$ 10 bilhões, R$ 12 bilhões. Mas em relação ao que o Brasil precisa investir, garantir à sociedade brasileira, é muito pouco”.

Maia argumentou que o valor pago aos profissionais informais deve ser reavaliado após três meses e ser mantido caso ainda haja necessidade. 

“Não é possível que a gente não possa garantir aos trabalhadores informais uma renda por esse período de três meses e avaliando esse cenário a cada semana, porque isso é um cenário de guerra. É importante que a gente possa aplicar os recursos [públicos] também na sociedade brasileira”, disse o presidente da Câmara.

Pequenas e médias empresas

De acordo com Rodrigo Maia, também está sendo discutido um empréstimo de longo prazo com carência, em que o governo federal seria o garantidor, para auxílio às pequenas e médias empresas durante a crise. O congressista também ressaltou a necessidade de solução para os aluguéis das empresas que, com a crise, não teriam condições de serem pagos.

"Tenho dito a algumas pessoas da equipe econômica: 'a gente precisa resolver o problema das pequenas e médias e empresas, os salários'. As empresas não vão ter os recursos para pagar esses salários. Então, a gente precisa construir uma alternativa. Acho que uma alternativa que está sendo discutida é um empréstimo de longo prazo com carência, com o governo sendo garantidor", afirmou.

Para Maia, o momento é de deixar as divergências de lado e assegurar “previsibilidade” aos brasileiros para que seja possível superar a crise provocada pela pandemia. O parlamentar reformou o pedido para que o Executivo faça um investimento capaz de garantir recursos para a sociedade. 

“Não acho que a gente deva olhar R$ 5 bilhões ou R$ 10 bilhões, do meu ponto de vista, a gente teria que gastar para enfrentar a crise, R$ 300 bilhões, R$ 400 bilhões, mas o que a gente precisa é que as despesas de 2020 fiquem limitadas ao ano de 2020”, disse. “Precisamos dar previsibilidade para que as pessoas possam continuar nas suas residências e que os empregadores saibam que seus negócios continuarão existindo, mas é o Executivo quem pode organizar isso”. 

 

Fonte: Agência Brasil


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
31/03/2020 - PARANAÍBA - Em Paranaíba, MPMS consegue liberação de recurso que vai viabilizar 10 novos leitos de UTI31/03/2020 - ESTADO - Falha no diagnóstico contribuiu para primeira morte por Covid-19 em MS, diz família31/03/2020 - ESTADO - Perda de olfato e paladar foram primeiros sintomas de Mariano31/03/2020 - NACIONAL - Sindicato pede medidas de proteção a funcionários de supermercados31/03/2020 - NACIONAL - País tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados31/03/2020 - ESTADO - Enfermeiros que atenderam 1ª vítima fatal por coronavírus em MS testaram positivo31/03/2020 - ESTADO - Mato Grosso do Sul tem primeiro óbito por coronavírus, 48 confirmados e monitora 38 suspeitos31/03/2020 - NACIONAL - Bolsonaro suspende aumento de preços de medicamentos31/03/2020 - NACIONAL - São Paulo tem uma morte a cada hora por coronavírus31/03/2020 - NACIONAL - Mais de 8,7 milhões de idosos já foram vacinados contra a gripe31/03/2020 - NACIONAL - Caminhoneiros receberão imunização contra a gripe em 130 postos espalhados por rodovias do país31/03/2020 - NACIONAL - Moro autoriza uso da Força Nacional pelo Ministério da Saúde31/03/2020 - INTERNACIONAL - 35% dos países da África têm mortes por Covid-19; especialistas alertam para possível 'hecatombe'31/03/2020 - NACIONAL - Saiba como proteger as crianças durante pandemia de covid-1931/03/2020 - INTERNACIONAL - ONU: números de covid-19 na Síria são apenas "o topo do iceberg"31/03/2020 - INTERNACIONAL - EUA tem mais de 3 mil mortes e 163 mil infectados por coronavírus31/03/2020 - EDITAL LICENÇA AMBIENTAL COMERCIO DE BEBIDAS E ALIMENTOS IRMÃOS SILVA LTDA30/03/2020 - PARANAÍBA - Movimento na cidade durante o dia 30/03/2020 - PARANAÍBA - Jovem é autuado por descumprir decreto municipal 30/03/2020 - ESTADO - Coronavírus: MS tem 8 novos casos confirmados, alcançando agora 44 pessoas