Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

Procon orienta consumidor sobre troca de mercadorias

29 de dezembro de 2007

Troca ou devolução de mercadorias tem regras que precisam ser conhecidas pelo consumidor para evitar prejuízos. Com o intuito de proteger o direito do cidadão e impedir lesões o Procon-MS esclarece as dúvidas mais comuns do consumidor na hora de desfazer ou modificar o negócio e alerta: exija sempre a nota fiscal.

O equívoco mais comum apontado pelo órgão é achar que o comerciante tem a obrigação de trocar a mercadoria por causa de cor, tamanho ou gosto do cliente. “Essa prática é uma liberalidade do fornecedor. Portanto, ao comprar a mercadoria, a orientação do Procon/MS é que o consumidor tenha a garantia de troca por escrito com todos as exigências como prazo, dia da semana, etiquetas e embalagens”, explicou a coordenadora de Atendimento, Orientação e Fiscalização do Procon/MS, Daniela Figueiredo.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC) a troca é indiscutível no caso de defeito no produto. Os prazos são de 90 dias para bens duráveis e 30 para não-duráveis, desde que o vício seja aparente. O problema deve ser solucionado pelo fornecedor no máximo em 30 dias. As opções do consumidor são trocar por outro produto com as mesmas características e em perfeito funcionamento, exigir desconto pelo defeito na mercadoria ou a devolução do valor pago atualizado monetariamente.

Internet

As mesmas regras valem para os produtos comprados à distância, como via internet. O fornecedor é obrigado a entregar a mercadoria no prazo em perfeito estado e nas características escolhidas pelo cliente. O Procon/MS alerta que atrasos e troca no pedido são freqüentes por isso é importante o consumidor se precaver.

A orientação é que todas as transações sejam registradas e e-mails comprovadores da negociação sejam guardados para servir como prova da lesão. Caso não consiga resolver com o fornecedor, o consumidor pode procurar o Procon/MS para ajudá-lo. As soluções mais comuns são exigir o cumprimento da obrigação, trocar por outra mercadoria ou pegar o dinheiro de volta corrigido monetariamente. Também é garantida nesse caso, a devolução injustificada do produto em até sete dias após o recebimento, com reembolso total do valor pago, desde que feita por escrito.

O alerta final é que, independente da razão pela qual o consumidor queira desfazer o negócio, não deve sustar o cheque. “A orientação é fazer uma ressalva nos boletos e recibos de pagamento para evitar que durante a discussão seu nome não pare no SPC e Serasa”, explicou Daniela. Com informações: Notícias MS.

Fonte: Jornal Tribuna Livre Online


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
12/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263311/12/2019 - ESTADO - LOA de 2020 é aprovada pelos deputados de MS com 136 emendas11/12/2019 - ESTADO - Operação Vila Brasil: Gaeco cumpre mandados para investigar peculato e fraude em MS11/12/2019 - FAMOSOS - Claudia Rodrigues manda recado para fãs e desmente boatos de morte11/12/2019 - ESTADO - Confira mudanças na previdência de MS após PEC aprovada com nova emenda11/12/2019 - NACIONAL - Com abertura do mercado, algum efeito colateral acontece no Brasil, diz Bolsonaro11/12/2019 - NACIONAL - MEC amplia carga horária EAD de cursos superiores presenciais para até 40%10/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263510/12/2019 - ESTADO - Com máxima de 32°C chuvas continuam nesta terça-feira em MS10/12/2019 - ESTADO - Leilão da MS-306 mostra confiança do capital privado no Estado, destaca Reinaldo Azambuja10/12/2019 - ESTADO - Alerta de tempestade é emitido para 58 cidades de Mato Grosso do Sul09/12/2019 - ESTADO - R$ 152 milhões: Justiça mantém investigação da Polícia Federal sobre propina no Detran-MS09/12/2019 - ESTADO - Muitas serão acatadas, adianta Reinaldo sobre emendas à PEC da Previdência09/12/2019 - ESTADO - Médica que não comparecia a plantões no HU de Dourados terá que devolver R$ 77,5 mil09/12/2019 - POLÍTICA - Parecer sobre PEC de Reinaldo deve ser entregue em reunião extraordinária09/12/2019 - POLÍTICA - Simone tem bens desbloqueados pela Justiça Federal de MS em ação de improbidade09/12/2019 - ESTADO - Redução no ICMS do álcool favorece setor com doadores eleitorais tradicionais de Reinaldo09/12/2019 - ESTADO - PGE, CGE e parceiros realizam 1º Congresso Internacional de Compliance Público09/12/2019 - ESTADO - Primeira-dama promove dia D para encerrar Campanha de Natal dos Servidores09/12/2019 - ESTADO - Concessão da MS-306 vai gerar vagas de empregos e progresso para região