Notícias

2003 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 

Temporão diz que em 2008 será resolvida a equação da saúde

30 de dezembro de 2007

Mesmo com o fim da Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) e a perda de R$ 24 bilhões nos próximos quatro anos, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, informou que está satisfeito com os resultados de sua pasta em 2007.

Depois de assumir em março deste ano o ministério com o terceiro maior orçamento do governo federal (cerca de 40 bilhões), Temporão disse acreditar que conseguiu colocar a política da saúde na agenda do país, com pelo menos cinco temas importantes e polêmicos: a questão do álcool, do aborto, do licenciamento compulsório de um medicamento contra a Aids, o atendimento de urgência e emergência no país e o trabalho na prevenção e promoção da saúde.

“Estou confiante de que em 2008, quando o Sistema Único de Saúde (SUS) completa 20 anos, nós vamos definitivamente resolver a equação financeira da saúde”, previu.

Sobre a crise nos hospitais públicos do Nordeste, ocorrida em meados deste ano, o ministro disse que se tratou principalmente de um problema de financiamento, o que levou o governo a liberar recursos extras no valor de R$ 500 milhões no mês de agosto, para a média e alta complexidade nos estados.

Segundo Temporão, a polêmica criada em torno da continuidade da cobrança da CPMF, rejeitada pelo Congresso Nacional, mostrou que o país precisa de uma política de financiamento que dê sustentabilidade ao SUS e garanta o funcionamento do sistema com qualidade, além da ampliação do acesso.

“Do ponto de vista do orçamento regular do ministério, não há nenhuma repercussão, porque o ministério constitucionalmente tem o recurso regular garantido, que é o gasto do ano anterior corrigido pela variação nominal do Produto Interno Bruto (PIB). O que está em discussão no governo são os R$ 24 bilhões a mais do PAC da Saúde, mas eu estou confiante de que a equação econômica que os ministros Guido Mantega [da Fazenda] e Paulo Bernardo [do Planejamento] estão construindo com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai dar o jeito de contemplar também os recursos para a área", afirmou.

Para Temporão, o grande ganho de seu governo em nove meses de gestão foi a construção de uma nova proposta para a saúde, que é o Plano de Aceleração do Crescimento da Saúde (PAC da Saúde), anunciado pelo governo federal no mês de dezembro.

“É uma política consistente, abrangente, ambiciosa, e tenho certeza de que nos próximos três anos ganhará uma repercussão bastante expressiva e significativa na percepção que a população tem das políticas de saúde”, disse.

Fonte: Jornal Tribuna Livre Online


Comentários










Digite o código abaixo:

Trocar imagem


Essa notícia ainda não foi comentada.


« anterior [1] 2 3 4 5 6 7 8 próximo »
12/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263311/12/2019 - ESTADO - LOA de 2020 é aprovada pelos deputados de MS com 136 emendas11/12/2019 - ESTADO - Operação Vila Brasil: Gaeco cumpre mandados para investigar peculato e fraude em MS11/12/2019 - FAMOSOS - Claudia Rodrigues manda recado para fãs e desmente boatos de morte11/12/2019 - ESTADO - Confira mudanças na previdência de MS após PEC aprovada com nova emenda11/12/2019 - NACIONAL - Com abertura do mercado, algum efeito colateral acontece no Brasil, diz Bolsonaro11/12/2019 - NACIONAL - MEC amplia carga horária EAD de cursos superiores presenciais para até 40%10/12/2019 - EDITAL DE PROCLAMAS N° 263510/12/2019 - ESTADO - Com máxima de 32°C chuvas continuam nesta terça-feira em MS10/12/2019 - ESTADO - Leilão da MS-306 mostra confiança do capital privado no Estado, destaca Reinaldo Azambuja10/12/2019 - ESTADO - Alerta de tempestade é emitido para 58 cidades de Mato Grosso do Sul09/12/2019 - ESTADO - R$ 152 milhões: Justiça mantém investigação da Polícia Federal sobre propina no Detran-MS09/12/2019 - ESTADO - Muitas serão acatadas, adianta Reinaldo sobre emendas à PEC da Previdência09/12/2019 - ESTADO - Médica que não comparecia a plantões no HU de Dourados terá que devolver R$ 77,5 mil09/12/2019 - POLÍTICA - Parecer sobre PEC de Reinaldo deve ser entregue em reunião extraordinária09/12/2019 - POLÍTICA - Simone tem bens desbloqueados pela Justiça Federal de MS em ação de improbidade09/12/2019 - ESTADO - Redução no ICMS do álcool favorece setor com doadores eleitorais tradicionais de Reinaldo09/12/2019 - ESTADO - PGE, CGE e parceiros realizam 1º Congresso Internacional de Compliance Público09/12/2019 - ESTADO - Primeira-dama promove dia D para encerrar Campanha de Natal dos Servidores09/12/2019 - ESTADO - Concessão da MS-306 vai gerar vagas de empregos e progresso para região